Edifícios sustentáveis e ecológicos vão tornar-se uma realidade num futuro próximo, a julgar pela quantidade de projetos que integram as necessidades urbanas para espaço vertical e a incorporação de espaços verdes. É o caso do novo edifício da Câmara Municipal de Venlo, na Holanda, que se ainda não é o veículo mais verde em termos energéticos, é-o certamente em termos visuais.

Construído em 2016 de frente para o rio Meuse, que atravessa a cidade holandesa, a nova Câmara Municipal inclui escritórios, um centro de conferências e um parque de estacionamento para bicicletas. O edifício foi desenhado para incluir um jardim cobrindo a sua fachada, produzindo oxigénio para a zona circundante, além de incluir uma estufa nos telhados das extensões laterais.

A estufa ajuda a captar água para uso no ´prédio, evitando o abastecimento público para tratar da irrigação das plantas e para os autoclismos, ao mesmo tempo que gera calor para o aquecimento central do edifício. Quando é preciso refrescar o ar, a construção do edifício usa o ar circundante para circular pelas áreas públicas, poupando energia a produzir refrigeração. Finalmente, a estrutura foi desenhada para ser facilmente recondicionada para se tornar um edifício comercial ou residencial sem necessitar de grandes obras.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.