O que vai acontecer aos postos de combustível quando todos os automóveis forem elétricos? Talvez as gasolineiras possam retirar as bombas e instalar postos de carga rápida. E já há marcas que estão a apostar nesta mudança. E como até o presidente da Shell disse que o seu próximo carro ia ser elétrico, ia fazer sentido que fosse a petrolífera holandesa uma das primeiras a entrar neste negócio.

A Shell adquiriu a holandesa NewMotion, que gere mais de 30 mil postos de carregamento elétricos em vários países europeus. Com esta aquisição, a petrolífera fica com acesso a um portefólio de 100 milhares de novos clientes. Os postos de carregamento da NewMotion são apenas de velocidade normal, mas isto vai permitir à Shell complementar a sua oferta, pois já vai oferecer postos de carregamento rápido nas estações de combustível.

A NewMotion tinha um acordo com a Total, antes de ser adquirida pela Shell. A empresa holandesa teve resultados negativos de 3,9 milhões de euros o ano passado, mas a integração na Shell deverá garantir a expansão da sua rede à medida que o número de automóveis elétricos cresce.