Conservação de energia vai ser importante em áreas que vão depender essencialmente de fontes de energia renováveis, para compensar a falta de energia à noite, ou em períodos de seca, falta de vento ou tempo nublado, durante os quais certas fontes de energia não conseguiriam produzir eletricidade. O projeto mais famoso na área é a megabateria construída pela Tesla na Austrália, mas a Hyundai prepara-se para fazer uma maior na Coreia.

A Hyundai Electric começou a construir uma megabateria de 150 MW, com mais 50 por cento de capacidade que a da Tesla, em novembro, e esta deverá estar pronta em fevereiro. A exploração da conservação de energia vai estar a cargo da Korea Zinc, que comprou à bateria à nova subsidiária do Grupo Hyundai por um valor de 50 mil milhões de won (38 milhões de euros).

A Hyundai teve que trabalhar rápido, depois da Tesla ter conseguido instalar o seu projeto em apenas 100 dias, mas esta nova divisão do gigante industrial coreano já está a funcionar a todo o vapor, com contratos para vários sistemas semelhantes, já que a Coreia do Sul quer deixar de ficar dependente em combustíveis fósseis e energia nuclear.