Há quem diga que já não se fazem automóveis como antigamente. Desde os anos 90 que o mercado permite uma troca constante de modelos antigos por novos, tanto que hoje em dia um automóvel vai para abate mal passa dos 100 mil quilómetros, especialmente nos segmentos superiores.

Mas ainda existem muitos carros dos anos 90 em circulação, inclusive nos segmentos superiores, onde as carrinhas revelaram um grande espírito de sobrevivência, tendo sido usadas durante longos anos por várias famílias, que querem combinar espaço, conforto e resistência no seu dia-a-dia, com um número de quilómetros percorridos no velocímetro que ultrapassa os 200 mil e nalguns casos chega mesmo aos 300 mil.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.