A Federação Europeia de Ciclistas quer que todos os seus membros possam visitar-se uns aos outros, e que o possam fazer pedalando nas suas bicicletas de um país para outro. Mas se a ideia pode parecer pouco prática, a Federação já criou uma rede de estradas que permite ligar toda a Europa sem ser preciso um veículo a motor.

A experiência chama-se Eurovelo e deverá estar pronta para ser utilizada em 2020. No entanto, a dois anos da inauguração da rede, grande parte dos 70 mil quilómetros já estão prontos para serem explorados por qualquer ciclista que queira conhecer um dos 42 países integrantes da Eurovelo, sem emitir qualquer poluente.

A via mais longe da rede será a Eurovelo 13, que vai ter 10.700 quilómetros e atravessar todo o Báltico. Vão ser 15 as vias a percorrer, com Portugal integrado na Eurovelo 1, atravessando o litoral português antes de atravessar Espanha pelo interior, prosseguindo pelo oeste de Espanha e passando pelo Reino Unido e Irlanda antes de regressar ao continente nos fiordes da Noruega.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.