Durante várias décadas, os carros de brinquedo da Hot Wheels fizeram as delícias de milhões de crianças e até de colecionadores adultos de diferentes gerações. A marca criada pela Mattel está agora a festejar o seu 50.º aniversário, e para isso resolveu trazer de volta alguns dos primeiros modelos que fizeram parte da linha original, com uma série limitada de cinco modelos de colecionador.

Em 1968, a Mattel já tinha uma década de sucesso no mercado dos brinquedos, graças à popularidade da Barbie, que já era, e continua a ser, a boneca mais famosa da história. Faltava ter o mesmo sucesso junto do mercado masculino, por isso o fundador da empresa, Elliot Handler, juntou-se a Harry Bentley Bradley, que tinha trabalhado na General Motors, para criar a maior parte dos 16 modelos iniciais da nova linha. O sucesso foi tão grande que obrigou a rival Matchbox a mudar a sua estratégia no ano seguinte. Mas a Hot Wheels ficou na frente da indústria, tanto que a Mattel pôde comprar a Matchbox em 1997.

O que marcou a diferença foram os designs mais radicais, semelhantes a preparações de tuning e conversões, que Bradley deu às miniaturas, enquanto a Matchbox fazia reproduções fiéis. Agora, cinco dos modelos originais de Bradley foram escolhidos por fãs da Hot Wheels para esta série limitada, os Chevrolet Camaro e Ford Mustang de 1967, os Plymouth Hemi ‘cuda e Mercury Cougar de 1968 e um Volkswagen Carocha clássico.

Estas reedições usam os mesmos moldes e os mesmos tons de pintura metálica dos originais, bem como as rodas com risca vermelha. Vão ser mais caros que um Hot Wheels novo, custando $5,49 (4,70 €), justificável por serem edições de colecionador, e também porque vão incluir um código que habilita o comprador da miniatura a participar num sorteio para um Chevrolet Camaro Hot Wheels Edition verdadeiro, com um preço de venda ao público a começar nos 39.290 dólares (33.450 euros).

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.