Para quem vive numa cidade grande, as férias são uma época para fugir da civilização. Qual é o sítio mais longe para onde consegue fugir? Talvez para a China. Ou para o Japão, onde o hotel flutuante Guntû permite-lhe usufruir dos ritmos relaxantes da natureza com um mínimo de contacto humano.

O Guntû foi batizado com o nome dos caranguejos anões locais, que aparecem nas redes dos pescadores do mar de Seto, onde o hotel flutuante dá os seus passeios. Com 81 metros de comprimento e 3000 toneladas de peso, poderia ser usado para receber algumas centenas de pessoas, mas o proprietários preferiu limitar o espaço a 19 suítes luxuosas, para um total de 38 passageiros. Cada suíte tem o seu terraço privado.

A viagem no hotel flutuante Guntû inclui refeições exclusivas, passeios a zonas locais reservadas e uma atmosfera relaxante, com as costas da ilhas de Kyushu, Honshu e Shikoku como pano de fundo. Só não é barato. Fugir da civilização custa 400 mil ienes por noite, ou 2960 euros.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.