Quem mora longe da praia, tem muitas vezes a opção de ir de comboio. Agora imagine que podia ir de comboio não só para a praia, mas também para dentro de água. Foi o caso desta estrutura, que dava passeios de caminhos-de-ferro no mar, junto às praias do sul da Inglaterra. O seu nome oficial era “Comboio Elétrico à Beira-Mar entre Brighton e Rottingdean”, mas o público que nele deu passeios conhecia-o como Daddy Longlegs (“Pernilongo”), um nome que ainda hoje é lembrado por alguns veraneantes nas praias de Brighton, apesar do comboio não existir há 117 anos.

Este comboio elétrico foi construído sobre andas que estavam conectadas a uma base com rodas, feita para circular num pequeno caminho-de-ferro que ligava um cais em Paston Place ao subúrbio de Rottingdean, na zona circundante de Brighton. O comboio foi criado pelo inventor britânico Magnus Volk, que já tinha feito um elétrico para circular em terra firme, também em Brighton. A estrutura para o “Pernilongo” foi construída entre 1894 e 1896, entrando em funcionamento no verão desse ano, e quase foi destruída por uma tempestade no primeiro ano de atividade. Mas a sua popularidade junto do público permitiu salvá-la.

O comboio elétrico era composto por cerca de cinco quilómetros de linhas de 5,5 metros, com o carro montado em quatro andas de sete metros de altura, suficiente para circular acima do nível do mar. O carro em si tenha 13,7 metros de comprimento por 6,7 de largura, e pesava 46 toneladas. No entanto, apesar do público gostar dos passeios, tornava-se muito lento na maré alta, onde era preciso deslocar mais peso das andas dentro de água, e não foi possível investir num motor mais potente.

Volk encerrou o “Pernilongo” em 1901, quando as autoridades locais construíram um molhe de proteção, que obrigava a linha a afastar-se mais da costa, um desvio considerável que implicava custos ridiculamente altos para o inventor. Assim, Volk encontrou uma alternativa, estendendo a linha terrestre para cobrir a mesma distância, mas em terreno seco. Restos da linha ainda podem ser vistos em maré baixa, onde tinha sido construída a base de cimento par as calhas.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.