À proa da terra

O Cabo Norte é uma coordenada mítica e histórica. Lugar de mito para viajantes, é um dos melhores sítios do planeta para observar o sol da meia-noite. Muitas pessoas chegam ali das mais diversas formas: carro, mota, bicicleta, autocaravana a até caminhando, numa romaria quase transcendental.

O Cabo Norte situa-se a 307 metros de altitude. Aquela massa de água que se vislumbra à nossa frente, engole-nos sem apelo nem agravo. À proa da Terra sentimos na pele a força e a autoridade das águas crispadas do Mar da Noruega de braço dado com o Mar de Barents. É ali, à nossa frente, que se juntam os dois oceanos mais nobres do planeta: o Ártico e o Atlântico.

A sensação de chegada, foi ao mesmo tempo, estranha. Quando chegamos não havia quase ninguém. O lugar é inóspito, cinzento e o vento soprava forte. Os poucos visitantes que encontramos rapidamente se refugiaram no café ou na boutique. Aos nossos olhos o local ainda se tornou mais especial. Nós e o mar, nós e o Cabo Norte.

No Cabo norte pode-se ver o Globo Terrestre (estrutura artística em ferro) que marca a coordenada e que substituiu o primitivo marco em pedra, agora, colocado alguns metros a sul, por razões meramente visuais. O monumento às crianças da Terra, um centro de ciência muito interessante e o incontornável centro comercial. Mas o melhor do Cabo Norte está na sua essência natural. Percorrer aquela proa de Terra, sentir o vento na cara, o perfume a mar inconformado, sentir na boca as gotas de oceano, contemplar toda a sua magnitude e ouvir no meio daquele silencio ensurdecedor ,o Cabo Knivskjelloden, reclamar para si e com razão a posição mais a norte da Europa Continental.

Ligar os dois oceanos mais nobres do planeta desde o Cabo da Roca ao Cabo Norte de KIA SOUL EV foi muito importante para nós. Antes de tudo, porque assumimos este repto como uma questão pessoal. Depois, porque é a primeira vez, que um carro elétrico alcança determinado ponto do planeta envolvendo uma viagem de mais de 14.000 Km e depois porque o cabo Norte é uma coordenada obrigatória para qualquer viajante que se preze. Não foi uma aventura de risco mas foi um desafio que aceitamos conscientes que não ia ser fácil, não foi, antes pelo contrário, exigiu algum sacrifício pessoal, persistência e espirito nómada. Um bebé sente-se bom ao colo, porque tem a necessidade de movimento. Tem nos seus genes o espirito nômada dos primórdios da raça humana, só depois lhe é imposta uma vida sedentária e começa a criar raízes. As adversidades fazem parte do guião e depois não há nada que se compare à sensação do dever cumprido.

A viagem foi fantástica e o Soul EV surpreendeu-nos! Uma das ilações que retiramos desta “aventura elétrica”, é que o pequeno-grande Crossover da KIA é o veiculo ideal para o dia-a-dia. Projectado para os grandes perímetros das cidades com argumentação-válida: preço, equipamento, maneabilidade, conforto, segurança, fiabilidade e, como bónus, uma sensação fantástica de condução. Desde o toque do volante, posição de condução, ergonomia, amplitude e um look irreverente…cool!

Se o Soul EV nos levou até ao Cabo Norte a mais de 6000 km de distância, respondendo a todas exigências que uma viagem deste tipo compreende, imagine, o que é capaz de fazer no dia-a-dia, nos terrenos para que foi projectado a custos reduzidos e zero emissões de CO2. E, por falar em custos, desafio leitor a fazer este pequeno exercício: pegue na sua fatura de eletricidade e apure quanto é que paga por cada kWh, multiplique por 30 e fica a saber quanto lhe custa “abastecer” a bateria do Soul EV. Easy.

Neste momento, KIA SOUL EV EUROPEAN ELECTRIC TOUR já está de regresso. Estamos em Helsínquia, capital da Finlândia. Depois seguem-se a Estónia, Lituânia, Polónia, Republica Checa, Austria, Itália, França, Monaco, Espanha e, finalmente, a “nação valente”.

Veja a nossa posição em tempo real em: https://portal.cartrack.pt/external/map/

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.