PSA em Portugal: Mais investimento e foco em novas áreas de atividade

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Inaugurando uma nova etapa na sua atividade em Portugal, o Grupo PSA deu a conhecer a sua nova ofensiva estratégica para o nosso país, antevendo a abertura a uma série de novas atividades que procuram ir ao encontro de todos os tipos de necessidades dos seus clientes ao longo da sua vida.

Afastando-se da visão simplista de ‘apenas’ um construtor de automóveis, a PSA procura ser uma fornecedora de mobilidade por inteiro, conforme explicou o seu Diretor Geral, Alfredo Amaral, em conferência de imprensa, na qual deu a conhecer os passos que serão seguidos pela empresa para a implementação do plano Push to Pass em Portugal, onde é líder do mercado automóvel (total) pelo segundo ano consecutivo com uma quota de mercado em 2017 de 17,3% (ou 23%, se se incluir a Opel).

A companhia mantém como trave-mestra a ambição de ser um “construtor automóvel de referência”, mas esta nova estratégia vai permitir-lhe evoluir para um grupo que desenvolve e explora duas novas vertentes, como fornecedor global de mobilidade e operador multimarcas, multiclientes e multicanais, à escala mundial. Grandes novidades, então, são a expansão da rede de oficinas multimarcas Euro Repar Car Service e aposta em serviços de mobilidade, como o carsharing, prevendo-se a sua chegada ao mercado nacional em meados deste ano, embora os detalhes sejam ainda pouco conhecidos.

“Na PSA, queremos deixar de pensar apenas no produto e passar a pensar mais na mobilidade do cliente, com uma experiência nova para os nossos novos clientes”, referiu Alfredo Amaral, lembrando que é também importante alargar a base de pessoas a que a marca consegue chegar.

Percebendo que os clientes de veículos de outras marcas automóveis podem ser também clientes da PSA, o grupo decidiu abraçar uma estratégia aftermarket (após-venda) multimarca para entrar neste mercado, com o objetivo de responder às necessidades de todos os clientes após-venda, independentemente do seu orçamento, marca ou idade da viatura. Entre esses, estão os clientes que recorrem a reparadores independentes para a manutenção e reparação das suas viaturas e o respetivo volume de negócios de peças Aftermarket. Um mercado valioso, estimado, em Portugal, em 1400 milhões de euros.

O Grupo PSA quer alargar a sua atividade também aos veículos de outras marcas através da sua nova rede euro repar car service

A aposta do Grupo PSA em Portugal assenta, a partir de agora, na cobertura do mercado global, estruturada em três eixos complementares: criação de uma rede multimarca de oficinas (Euro Repar Car Service), cadeia de peças multimarca Eurorepar e instituição de um novo dispositivo de distribuição Distrigo. Em 2020, o Grupo PSA fará a sua entrada em Portugal no mercado de Peças Independentes Aftermarket. Com esta ampliação das suas atividades no nosso país, o objetivo é aumentar 16% o volume de negócios de peças até 2020, para 105 milhões de euros.

A razão desta nova entrada estratégica está na constatação de que a grande fatia dos trabalhos de manutenção automóvel é feita em reparadores independentes e especialistas de pneus (74%), cabendo apenas 12% aos reparadores autorizados. Surpreendentemente, a fatia correspondente a pessoas que compram as peças por si mesmas e as aplicam – o denominado processo ‘do it yourself’ – atinge os 14%.

A Euro Repar Car Service é, assim, a primeira rede multimarca que a PSA implanta em Portugal, atualmente com 62 oficinas distribuídas por todo o território nacional, dispondo de um plano de desenvolvimento que prevê alcançar 90 operadores este ano e 150 em 2020. O investimento para esta operação ronda o milhão e meio de euros.

A nível internacional, existem já mais de 3000 oficinas a operar em todo o mundo, pelo que a rede de manutenção e reparação multimarca do grupo liderado por Carlos Tavares continua o seu processo de expansão, mantendo-se na rota definida no plano Push to Pass: dispor, até 2021, de 10.000 oficinas Euro Repar Car Service em todo o mundo.

Destinado a suportar a ofensiva multimarca, o Grupo PSA lançou a nova oferta de peças de substituição Eurorepar, que conta atualmente com mais de 10.000 referências de produtos, que cobrem mais de 80% do parque automóvel.

Nova marca de distribuição Distrigo

Além das mudanças já operadas, a PSA vai também lançar a Distrigo, marca de distribuição de peças de substituição multimarca e que traduz o conceito “one stop shop” das peças de reparação multimarca, com o objetivo de permitir aos reparadores autorizados e independentes dispor da mais ampla e competitiva oferta multimarca do mercado.

A sua ofensiva comercial e logística traduz-se, na Europa, pela abertura de uma rede de 131 placas de distribuição, já operacionais, três delas em Portugal.

Para além de peças originais Peugeot, Citroën, DS e de peças da gama Eurorepar, a Distrigo vai alargar-se em 2020 ao mercado das peças independentes aftermarket, atualmente estimado, em Portugal, num valor de 1.400 milhões de euros.

Para incorporar esta ofensiva no mercado do Pós-venda em Portugal, o grupo transformou, de forma pioneira, o seu dispositivo de distribuição de peças e passa, a partir deste momento, a ser representado por três grandes operadores com um alcance logístico e comercial que abrange todo o território nacional e todos os canais de mercado: a PSA Retail, a Gamobar e a Sofrapa.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.