Salão de Lisboa: Oportunidades de negócio mas também estreias

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Longe do formato mais opulento que teve noutros tempos, o Salão Automóvel de Lisboa voltou a abrir as portas hoje, com 27 marcas automóveis a mostrarem ao grande público as suas grandes novidades. No meio de tantas opções de negócio há até algumas estreias nacionais absolutas. Um ‘gostinho’ de outra época.

Ao todo, os visitantes deste certame, que dura até dia 26 de novembro, irão encontrar 27 marcas, muitas das quais com campanhas que tornam os modelos mais ‘chamativos’, além de uma inédita presença de veículos seminovos.

Abarth, Alfa Romeo, Aston Martin, Audi, Bentley, Citroën, DS, Fiat, Honda, Hyundai, Isuzu, Jaguar, Jeep, Kia, Lamborghini, Land Rover, Lexus, Maserati, Mazda, Mitsubishi, Nissan, Peugeot, SEAT, Skoda, Suzuki, Toyota e Volkswagen são as marcas que estão presentes no Salão Automóvel de Lisboa em formato mais reduzido, sendo de notar que algumas das grandes ‘ilustres’ do mercado nacional não estão presentes.

Desde logo, a líder de vendas Renault, que optou por passar ‘ao lado’ do evento (bem como a Dacia, pertencente ao mesmo grupo), além de marcas como a Opel, Ford, BMW, Mercedes-Benz, smart, Volvo, Porsche e Ferrari, as quais também decidiram não vir aos pavilhões da Feira Internacional de Lisboa (FIL).

Estreias: Poucas mas boas

Ainda assim, existem algumas estreias absolutas para o grande público, sendo que uma das mais relevantes é a do DS7 Crossback, um SUV de segmento superior da marca de luxo francesa que apenas chega ao mercado nacional em janeiro do próximo ano. Por enquanto exemplar único no nosso país, os visitantes poderão ver em primeira mão aquele que é o primeiro DS ‘puro’ enquanto marca independente longe das ‘amarras’ da Citroën, exibindo as novas tecnologias da companhia francesa, como os assistentes de condução de nível 2.

Outra estreia, também no pavilhão 1, é a do Lexus LS500h, modelo de luxo híbrido que chegou ao evento em ‘contrarrelógio’, conforme nos foi contado por fonte da marca nipónica. Apresentando a evolução da filosofia de luxo e de estilo da Lexus, esta berlina surgirá apenas com motorização híbrida, como já é apanágio da marca. Aposta em materiais requintados, construção de excelência e tecnologias avançadas de conforto a bordo.

Por outro lado, mais acessível, a Volkswagen expõe o seu novo T-Roc, modelo que é produzido em Palmela e que chamou, desde logo, grande atenção neste primeiro dia de certame. SUV compacto com a mesma plataforma do Golf, o T-Roc irá chegar aos concessionários no final deste mês com a motorização 1.0 TSI a ser aposta, a par do 1.6 TDI, em ambos os casos com 115 CV de potência.

Na Citroën, o C3 Aircross tem as ‘honras’ de destaque, enquanto na SEAT esse mérito recai no novo Arona, também recente nas estradas lusas. Na mesma onda SUV, a Hyundai expõe o seu Kauai, que tem também chamado muitas atenções desde que ‘aterrou’ em Portugal pela sua estética pouco convencional.

Outros modelos em destaque são os Kia Stinger e Stonic, os Lexus CT200h e NX, Honda Civic Type R, Mitsubishi Eclipse Cross, Suzuki Swift, Alfa Romeo Stelvio, os Peugeot 308 e 5008 e o Range Rover Velar, entre outros.

Informação útil:
Bilhete Individual – 5 euros;
Bilhete Família – 9 euros (2 Adultos e 2 Crianças dos 11 aos 16 anos);
Crianças até aos 11 anos não pagam;

Horário:
22 a 24 de novembro – das 15h às 23h;
25 de novembro, sábado – Das 10h às 23h;
26 Novembro, domingo – Das 10h às 20h.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.