As motos elétricas podem ser mais pequenas e mais leves que os automóveis, mas mesmo assim a sua autonomia ainda é muito baixas, pois as baterias também são pequenas. Isso levou um grupo de alunos universitários a criar uma moto elétrica que usa um sistema de recuperação energia para manter a bateria carregada, podendo percorrer uma distância de 400 km antes de necessitar de ser ligada à tomada da eletricidade.

A Ethec é uma ideia de um grupo de jovens suíços, que inclui 13 estudantes de engenharia mecânica e um de engenharia elétrica do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH Zurich) e dois estudantes de design industrial da Universidade de Zurique para as artes. Os futuros engenheiros suíços tinham como objetivo criar uma moto elétrica que pudesse percorrer a mesma distância que um automóvel elétrico só com uma carga de bateria.

A bateria de 15 kWh foi desenhada para contar com um sistema de refrigeração que a mantém sempre com baixas temperaturas, ampliando a sua vida útil e mantendo estável a sua capacidade de armazenamento. Mas mesmo assim não chegaria para uma utilização de vários dias, razão porque o grupo de estudantes suíços montou um sistema de recuperação de energia na roda dianteira.

Com uma utilização normal, a bateria já consegue dar energia suficiente para uma potência contínua estável de 22 kW (30 cv), mas a recuperação energia pode ser reaproveitada para acelerar a velocidades mais elevadas, atingindo os 50 kW (68 cv) de potência máxima. Para assegurar que é fácil aproveitar estes níveis de performances, o grupo de estudantes criou uma moto elétrica leve, com um chassis tubular e carroçaria de plástico reforçado com fibra de carbono. Toda a eletrónica está concentrada no mostrador do guiador.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.