A falha incrível que levou a Bugatti a recolher carro de 3,5 milhões

12/06/2023

Por lapso, um exemplar do Bugatti Chiron Super Sport foi configurado e produzido com jantes que não servem as especificações do modelo.

Uma ação de ‘recall’ traduz-se numa chamada à oficina de uma série de veículos para reparar uma situação anómala, geralmente sem qualquer tipo de encargo para o seu proprietário, até porque o ‘defeito’ a emendar é usualmente responsabilidade da marca. O objetivo é sempre o de melhorar a segurança, qualquer que seja o ponto de vista, pelo que não deve ser observado como algo de negativo. Até porque acontece aos melhores. A Bugatti, um dos mais exclusivos construtores do mundo, não é exceção e acaba de chamar à oficina um Chiron Super Sport com as jantes erradas.

O supercarro de 1600 CV, um de apenas 30 produzidos em série limitada, com preços a partir de 3,5 milhões euros, saiu da fábrica com o equipamento inadequado às especificidades únicas de automóvel desenvolvido para acelerar a mais de 400 km/h. E a marca acredita que, nessas condições extremas, o conjunto de jantes montado por tornar o carro mais instável.

A Bugatti aprovou apenas dois tipos de jantes para o Super Sport, mas por alguma razão ainda por apurar, o conjunto da BBS aprovado para o Chiron comum entrou no configurador Super Sport, e um cliente nos EUA selecionou essa configuração.

O carro foi então produzido e enviado ao seu proprietário, que acaba de ser notificado para proceder ao reajuste.