Mercedes-Benz Classe A: Grande passo em frente no interior

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

A revelação de qualquer automóvel tem sempre de começar por algum lado. No caso do Classe A da nova geração, a Mercedes-Benz optou por começar pelo seu interior, mostrando aquele que é o habitáculo do futuro compacto familiar da marca. Com lançamento agendado para o ano de 2018, o novo Classe A promete revolucionar o ambiente interior para a Mercedes-Benz, “com uma nova sensação de espaço e exclusividade”.

Na revelação dos primeiros detalhes do interior do novo Classe A, a Mercedes-Benz garante que “a arquitetura será particularmente marcada pelo design vanguardista do tablier uma vez que confere ao interior uma agradável sensação de espaço e qualidade percecionada”.

Com o atual modelo a ser um sucesso de vendas, a marca de Estugarda pretende dar continuidade ao mesmo com o novo Classe A, apostando num tablier de visual vanguardista, dividido em duas secções tridimensionais: a secção inferior é visualmente separada da estrutura principal por uma ranhura e aparenta flutuar. A iluminação ambiente (opcional) reforça este efeito e acentua a sensação de flutuação. O ecrã amplo fornecido de série é totalmente independente e, pela primeira vez, uma única peça que incorpora o painel de instrumentos e o display central. As desportivas saídas de ventilação de ar com visual em forma de turbina são outro dos destaques do interior. O visual, no seu geral, acaba por não ser muito distinto daquilo que já se pode encontrar nos Classe E e Classe S, mas é uma novidade absoluta no segmento C Premium.

Também do Classe S vem a inspiração para o volante multifunções, enquanto os bancos dianteiros incluem controlo de climatização ou função de massagem. Os elementos de revestimento apresentam “um design envolvente e a seleção de materiais, como as madeiras porosas, salientam o posicionamento único e de elevada qualidade neste segmento”.

Mais espaço por dentro

No desenvolvimento do novo Classe A, um dos focos de trabalho foi o da ampliação do espaço a bordo e da visibilidade, naquelas que eram duas vertentes apontadas como melhoráveis no A da atual geração. Assim, conta com mais espaço para os ombros (mais 9 mm à frente e 22 mm atrás), cotovelos (mais 35 mm na frente e 36 mm atrás) e altura interior (7 mm nos lugares dianteiros e 8 mm atrás). A maior facilidade de acesso aos bancos traseiros é outro ponto de destaque do novo Classe A. O compartimento de carga é agora mais adequado para uma utilização familiar e para o transporte de objetos de lazer, com um volume de 370 litros – mais 29 litros que o seu antecessor.

Em termos de funcionalidade, graças aos grupos óticos traseiros, de duas secções, o compartimento de bagagem tem uma abertura 20 cm mais larga e o seu piso é 11.5 cm mais comprido relativamente ao modelo antecessor. Caso seja necessário, o encosto do banco traseiro pode ser ajustado numa posição mais vertical para acomodar, por exemplo, caixas de elevado volume. A visibilidade a toda a volta também foi consideravelmente melhorada em cerca de 10%.

Inovação flutuante

Um dos aspetos mais destacados pela marca é o da estreia de um painel de instrumentos sem revestimento superior, parecendo assim flutuar. Como resultado, a estrutura principal do tablier em forma de asa estende-se nas portas dianteiras sem descontinuidade visual. As saídas de ventilação de ar desportivas com visual em forma de turbina são outro destaque do interior, inspirando-se nas soluções que já se viram no Classe E Coupé, por exemplo, dando um toque de desportividade.

A secção inferior do tablier acomoda a base para as saídas de ventilação em forma de turbina e para o generoso ecrã. Este está disponível em três versões: com dois ecrãs de 7 polegadas (17.78 cm), com um ecrã de 7 e outro de 10.25 polegadas (26 cm) ou com dois ecrãs de 10.25 polegadas. A integração do ar condicionado no ecrã central também ajuda consideravelmente a manter uma linha contínua do painel de instrumentos. O ar condicionado é controlado pelos interruptores do painel de controlo do A/C ou através do correspondente menu no ecrã.

Nota para alguns componentes recém-desenhados, como o volante de 3 raios, os puxadores das portas, a consola central ou os bancos. Ao nível da iluminação interior, o Classe A dispõe também de mais opções: 64, em contraponto com as 12 do modelo anterior. As diferentes cores são constituídas por dez conjuntos de cor que permitem esquemas de iluminação modernos com variações.

O conceito de arrumação foi também revigorado: o compartimento na consola central foi significativamente alargado para acomodar objetos como um smartphone, uma carteira, chaves ou um comando de portão de garagem. Um suporte para bebidas no túnel central com capacidade para suportar canecas, latas e garrafas até 0.5 litros, é uma nova característica. O suporte para bebidas é desmontável, o que permite criar um espaço de arrumação adicional. Há ainda novos espaços de arrumação nas portas dianteiras e traseiras, com capacidade para albergar garrafas de plástico de 1,5 litros e 1 litro, respetivamente.

Os painéis das quatro portas incluem uma nova característica que corresponde à acomodação integrada de coletes refletores de segurança, estando desta forma imediatamente ao alcance dos ocupantes para a eventualidade de serem necessários.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.