Será o “U” do BYD Seal mais forte do que o “Y” do Tesla Model?

08/02/2024

BYD Seal U. SUV 100% elétrico da marca chinesa chega a Portugal em maio. E tem um alvo norte-americano na mira. A guerra no mercado automóvel está intensa.

 

“U” e “Y”. Mais do que uma batalha de letras, a apresentação internacional (em Cascais) do BYD Seal U prova que os piores pesadelos de Elon Musk são bem reais. O gigante chinês está mesmo apostado em acertar no porta-aviões da Tesla: o Model Y. Já não bastava o BYD Seal (estranha-se o mesmo nome) a ensombrar o Model 3 no segmento D dos sedan e eis que a guerra salta para o mais apetecível dos terrenos: o dos SUV 100% elétricos.

O tema “inspirador” do BYD Seal U? Mais uma vez, os oceanos. Também neste jogo, a marca chinesa não estará a acertar na água. As linhas não fogem muito da versão berlina, nomeadamente, na dianteira. Isto apesar deste SUV ter umas dimensões mais volumosas e que causam um impacto maior na estrada. Uma estética sem rasgos de ousadia e que aposta antes na simplicidade: mais curvas do que ângulos retos, porventura, a recordar a ondulação.

Com 4,79 metros de comprimento, 1,89 m de largura e 1,67 m de altura, disponibiliza 2,77 metros de distância entre-eixos. Ou seja, espaço mais do que suficiente para acomodar confortavelmente os passageiros a bordo. A luminosidade criada pelo amplo teto panorâmico ajuda todo o habitáculo a “respirar”. Os bancos são rebatíveis na proporção 60:40 e a bagageira, de 552 litros, pode ser aumentada para 1.440 litros com o banco traseiro rebatido. Em matéria de habitabilidade e carga, portanto, nada a apontar a esta proposta chinesa.

O BYD Seal U conta com um quadro de instrumentos semelhante ao utilizado pelo Song Plus e a já conhecida tela multimédia giratória de 15,6”. No interior, não faltam ainda compartimentos de arrumação e pormenores que dão sempre jeito em viagem, como a capacidade de carregar sem fio dois smartphones ao mesmo tempo.

 

O sistema Cockpit Inteligente tem ligação 4G, navegação integrada Spotify e HERE maps, integração de smartphone via Android Auto ou Apple CarPlay e controlo de voz inteligente. O painel de instrumentos é 100% digital e o ecrã central pode ter orientação vertical ou horizontal.

Até 500 km de autonomia

“Marca de água” deste Seal U (tal como a versão berlina) é a e-Plataform, concebida com a segurança e a performance em mente. Recorre a lâminas (Blade Battery), de fosfato de ferro-lítio (sem cobalto) e a motor “8 em 1”. De que forma? Conjugando a unidade de controlo do veículo, o sistema de gestão de bateria, distribuição de potência, tração, controlador de motor, transmissão, DC-DC e carregador de bordo, proporcionando, desta forma, uma poupança de energia entre os diversos componentes.

O novo SUV 100% elétrico da BYD recorre a um motor elétrico com 160 kW (214 cv) de potência e 330 Nm de binário. Ao mercado nacional, chegarão duas variantes: Comfort, cuja bateria tem 71,8 kWh e autonomia de 420 km; Design, a mais potente, com uma bateria de 87 kWh e uma autonomia máxima próxima dos 500 km.

Segundo valores da marca, o BYD Seal U alcança os 175 km/h e cumpre o arranque dos 0 aos 100 km/h em 9,3 segundos. Refira-se que o carregador de bordo de 11 kW é capaz de trabalhar com corrente contínua até 140 kW e, em condições normais, reclama apenas 30 minutos para recarregar a bateria dos 30 aos 80%.

O BYD Seal U deve “aterrar” em Portugal antes do verão, em meados de maio, não tendo ainda preços definidos para o nosso mercado. Mas atendendo aos valores já anunciados para outros países europeus, a versão Comfort deverá custar cerca de 41.990 euros, enquanto a Design custará mais 3.000 euros do que a versão de acesso.