A Tesla finalmente atingiu o seu objetivo inicial para se tornar um produtor de modelos em série. A marca americana conseguiu construir 5000 unidades do Model 3 na última semana de junho, um número que necessitava para garantir a estabilidade da entrega das encomendas que tem recebido para o seu mais recente modelo. Com um preço base de 35 mil dólares, o sucesso do Model 3 é vital para os lucros da Tesla, e as filas de espera continuam altas, com mais de 400 mil clientes na expectativa.

De 24 a 30 de junho, a Tesla conseguiu com que nada menos que 5031 unidades do Model 3 saíssem da linha de montagem. O 5000.º automóvel já foi construído depois da passagem para a meia-noite, mas o turno de trabalho conseguiu cumprir o proposto. Para isso, a marca america montou uma linha de produção adicional do lado de fora da fábrica. A Tesla tem vindo a produzir o Model 3 de forma descontinuada, com períodos de trabalho extremo seguidos de paragem. Mesmo assim, Elon Musk quer atingir as 6000 unidades por semana já no próximo o mês de agosto.

Apesar disso, continuam a existir dúvidas sobre as capacidades da Tesla de conseguir reduzir as filas de espera. A linha de montagem ainda está algo limitada por um recurso excessivo à automação, e a dificuldade do fornecedor de baterias em entregar o número que a Tesla necessita também tem contribuído para os atrasos na produção. No entanto, e apesar de apenas estar a construir a versão mais cara (um pouco além dos 35 mil pedidos pelo modelo base), o interesse do público não tem desaparecido com estes atrasos. Musk não está preocupado com o financiamento necessário para aumentar a produção, depois do valor das ações da sua empresa ter subido novamente esta semana.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.