O advento dos automóveis autónomos, segmento onde a Tesla é pioneira, promete causar uma revolução em várias indústris relacionados com a utilização diária do automóvel. Uma dessas indústrias é a dos seguros, que não vai necessitar de serviços tão caros. Para garantir a redução deste serviço aos seus clientes, a Telsa poderá oferecer todos os seguros, assim como a manutenção, no preço de venda do carro.

Para Jon McNeill, responsável pelas vendas e serviços da Tesla, revelou na última reunião de acionistas que este é o objetivo da marca americana e que já está a caminhar nesse sentido. Se os serviços de manutenção são uma extensão natural do preço final do carro (os concessionários seriam pagos diretamente pela marca), os serviços serão mais complicados, devido à necessidade de recorrer a empresas de fora.

Mas, para MCNeill, esta mudança é necessária. O AutoPilot, função autónoma que a Tesla já oferece nos seus carros, reduzidu em 40 por cento os acidentes desta marca, de acordo com dados da NHTSA, autoridade de trânsito nos Estados Unidos. Isto, defende o líder da empresa, Elon Musk, deverá ser refletido no preço dos seguros, já que os seus modelos representam um risco menor.

As seguradoras já reclamaram da queda das suas margens de lucro, de acordo com relatórios publicados por instituições bancárias americanas em 2015, mas Musk acredita que as empresas de seguro irão naturalmente de encontro aos desejos da Tesla, com fornecedores diferentes a garantirem seguros específicos para carros na Tesla nos Estados Unidos e na Austrália.