Algarve Classic Festival: Triunfo fácil de Joaquim Jorge

Joaquim Jorge, em Ford Escort, venceu a primeira corrida dos clássicos, aproveitando bem um furo numa das rodas do Porsche de João Macedo e Silva. Este partiu da pole-position e chegou facilmente em primeiro à curva um, enquanto Joaquim Jorge rodava mais atrás, perseguido de perto por Rui Alves, que tentava a todo o custo passar para segundo. Neste grupo discutiam-se os H75.

Mais atrás, Joaquim Soares (Lotus ELan) era o melhor dos H71. Alexandre Guimarães (Lotus Elan) era o líder do Grupo 5 e ‘trazia’ por perto Jorge Cruz (BMW 323i), o líder dos H81, a cobiçar a quinta posição da geral. Pouco depois João Macedo e Silva teve que rumar às boxes com um furo, baixando para último, mas regressou recuperando ainda até ao sexto posto final.

Lá na frente, Joaquim Jorge ganhou distância sobre Rui Alves e os dois primeiros estavam já muito confortáveis. Um pouco mais atrás, o terceiro posto era muito discutido. Alexandre Guimarães comandava o Grupo 5, e era terceiro, depois de passar Joaquim Soares. Jorge Cruz e Rómulo Mineiro faziam parte deste grupo. Pouco depois Alexandre Guimarães também rumou às boxes na sequência de um toque, que lhe danificou a roda traseira esquerda. Já de lá já não saiu.

Joaquim Soares passou para terceiro e manteve-se de pedra e cal na frente dos H71. Rómulo Mineiro (Ford Escort MKII) era quarto e passava a comandar o Grupo 5.
Jorge Cruz não se contentava com o quinto posto e passou Rómulo Mineiro, José Artur Teixeira (Austin Mini) aproveitou para se juntar à luta. Com a corrida a aproximar-se do fim, Joaquim Jorge e Luís Alves estavam definitivamente nas posições da frente e eram os melhores H71, mas com uma diferença que não permitia luta pelo triunfo.

Jorge Cruz deu tudo por tudo, no que lhe restava de corrida, recuperou o terceiro posto e ganhou os H81, com Rómulo Mineiro a cortar a meta como vencedor do Grupo 5, a três décimas. José Artur era segundo do Grupo 5, um segundo e meio depois. João Macedo e Silva foi sexto, à frente de Duarte Fraga (Ford Escort MKII), Pedro Serrador (BMW 323i), vencedor do Grupo 1. No Grupo 3 Gonçalo Jordão (Porsche 928) foi o vencedor.

Nos Clássicos 1300, Arnaldo Marques (Datsun 1200) foi o melhor dos 1300 e simultaneamente também dos H71. Filipe Nogueira (Morris Mini 1275GT) à terceira volta aproximou-se de Marques, depois de Luís Alegria (Datsun 1200) se ter atrasado, mas não perdeu a liderança dos H75. Com a corrida a meio estava a 39 centésimas de Nogueira e na volta seguinte passou-o.

A fase final da corrida foi marcada pelo ritmo mais forte de Luís Alegria, que pressionou Arnaldo Marques e à sétima volta passou a comandar a corrida dos 1300. Arnaldo Marques foi segundo, seguido por Filipe Nogueira, João Braga (Datsun 1200), Fernando Charais (Datsun 120Y) e José Fafiães (Datsun 1200).

Classificação – CLIQUE AQUI