Citroën revela C5 Aircross

Os esboços de imagens e as informações já há muito circulavam, mas foi hoje que a Citroën apresentou ao mundo o seu novo SUV, o C5 Aircross. O palco escolhido foi o Salão de Xangai. O modelo é um seguidor natural do Aircross Concept que a marca revelou em 2015. Este prende-se com a correlação de linhas definidas e demarcadas no exterior, a par da oferta de um habitáculo espaçoso e focado no bem-estar. O modelo vai ser lançado na China em outubro próximo, seguindo-se a Europa, na segunda metade de 2018.

 

Características gerais – exterior e interior

O C5 Aircross assenta na plataforma EMP2 e tem 4.50 m de comprimento; 1.84 m de largura e 1.67 m de altura. Conta com 2,73 m de distância entre eixos e um reduzido overhang (distância do eixo das rodas à extremidade da carroçaria). No exterior destacam-se os pilares a preto, que contrastam com a tonalidade da carroçaria. Também em preto, as cavas das rodas, proteções laterais e de pára-choques lhe atribuem um visual mais arrojado e moderno.

8070

A frente sobressai pela sua grelha elegante e fluída, enquanto o símbolo da marca está unido aos grupos óticos full-LED com assinatura luminosa. Nota também para a linha e posição elevadas do capot, marcadamente alongado. As jantes disponíveis são de 17 a 19 polegadas. As cores: Pearl White; Perla Nera Black; Platinium Grey e Volcano Orange.

No interior encontramos um painel de instrumentos TFT de 12,3” e uma consola central em posição elevada, com um ecrã digital de 8” e sistema Citroën Connect Nav (com gráficos 3D) e reconhecimento de voz para termos acesso a dados como os de navegação, telemóvel ou sistemas de media. Há ainda a função Mirror Screen e sistema wireless com carregador sem fios para smartphones.

8086

Os bancos dianteiros estão disponíveis com sistema de massagem (há cinco programas) que se estendem aos encostos de cabeça. Já os bancos traseiros contam com um assento que se prolonga. O tejadilho panorâmico garante a entrada de luz e contribui para a noção de espaço interior. Nos lugares traseiros o espaço para as pernas é de 201 mm e para a cabeça de 954 mm.

O portão da bagageira é elétrico e tem abertura automática através de um ligeiro movimento do pé, em jeito de pontapé, sob o pára-choques, tanto para fechar como para abrir. A bagageira é de 482l e tem dois níveis, com os bancos a poderem ser rebatidos numa disposição de 60:40.

Motorizações e sistemas de ajuda à condução

O modelo estará disponível com motores com potências entre os 165 e 200 cv, acoplados a uma caixa automática de 6 velocidades – EAT6. Este será também o primeiro Citroën com o Plug-In Hybrid PHEV e-AWD drivetrain. O sistema conjuga um motor a gasolina de 200 cv a dois elétricos, numa potência combinada de 300 cv, tornando-se no Citroën de produção mais potente de sempre. Disponíveis irão estar quatro modos: totalmente elétrico (com autonomia até 60 km); híbrido; combinado; e 4X4.

O C5 Aircross marca um importante passo no programa Citroën Advanced Comfort com a introdução, em estreia mundial, da primeira suspensão com “Progressive Hydraulic Cushions (Amortecedores Hidráulicos Progressivos). O condutor tem também à disposição um amplo rol sistemas de ajuda à condução: assistente de travagem ativo; aviso de transposição de faixa de rodagem; cruise control adaptativo; Grip Control; controlo de assistência em descidas; câmara 360º; aviso de ângulo morto; reconhecimento e aviso de sinais de trânsito.

André Duarte

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.