F1: FIA permite apenas três motores para a temporada de 2018

As críticas à utilização de apenas quatro motores por temporada por parte de equipas, pilotos e até adeptos parecem não ter sido levadas em consideração por parte da FIA, que para 2018 já anunciou vai diminuir o número para três. Ou seja, em 2017 as equipas podiam usar quatro motores para 20 Grandes Prémios, enquanto para 2018 apenas poderão ser usados três motores para 21 Grandes Prémios.

No Grande Prémio de Itália deste ano existiu um total de 150 lugares de penalização, divididos por nove pilotos, devido a trocas de componentes das Unidades de Potência que excedem o número máximo permitido, mas a tendência é para a temporada de 2018 estes números irem crescendo, uma vez que os motores não parecem aguentar tantas corridas como a FIA deseja.

Este regulamento tem como objetivo baixar os custos da competição. Mas vários engenheiros já referiram por várias vezes que esta restrição apenas aumenta os custos, uma vez que os gastos para motores mais fiáveis são muito superiores aos custos que utilizar vários motores por temporada.