GP Canadá: Pole e recorde de pista para Sebastian Vettel

Demorou, mas Sebastian Vettel voltou a colocar a Ferrari na pole position no GP do Canadá, algo que não sucedia desde 2001. O piloto alemão bateu os Mercedes (Valtteri Bottas) e Red Bull (Max Verstappen) com Lewis Hamilton em quarto. Uma excelente volta na Q3, que valeu recorde da pista permitiu a Vettel suplantar Bottas, por apenas 0,093s.

Lewis Hamilton teve que se contentar com o quarto lugar, com Kimi Raikkonen (Ferrari) em quinto, depois de um erro na sua última volta rápida. O segundo Red Bull, de Daniel Ricciardo, foi sexto.

A Force India e a Renault lutaram pelas melhores posições do segundo pelotão, com os franceses a ficar na frente, com Nico Hulkenberg em sétimo, Esteban Ocon da Force India em oitavo, Carlos Sainz em nono e Sergio Perez em 10º. Tudo perfeitamente dividido.

Na Q1, Marcus Ericsson, danificou a suspensão do Sauber depois de bater a parede, à saída da curva 9. Depois de mostrar um ritmo muito promissor nas sessões de treinos Livres, deceção para Romain Grosjean, piloto da Haas, com seu carro a fumegar assim que saiu de sua boxe. Problema terminal.
Lance Stroll e seu companheiro de equipa na Williams, Sergey Sirotkin, foram 17º e 18º.

Na Q2, a Ferrari e Mercedes passaram com os pneus ultra macios (roxo) mas os dois Red Bulls tiveram que usar os hiper macios.
Foram eliminados Kevin Magnussen, da Haas, Brendon Hartley, Charles Leclerc, e os dois McLaren de Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne.

A grande questão agora é se Sebastian Vettel pode vencer amanhã? Os números dizem que apenas 47% dos homens da pole o fizeram no Canadá.
Lewis Hamilton ficou fora da primeira fila da grelha apenas pela segunda vez em sua carreira na F1. A outra vez foi em 2011.
Hamilton também só tinha sido superado por um companheiro de equipa no Canadá, quando Nico Rosberg fez a pole em 2014.
Quatro vezes nos últimos 13 GP do Canadá, a corrida foi ganha por alguém que se qualificou fora dos cinco primeiros.
A sessão marcou a primeira vez em 2018 que Esteban Ocon se qualificou no top 10 em corridas consecutivas.
Sauber e Williams continuam a ser as duas únicas equipas que não alcançaram a terceira fase da qualificação em 2018.
Além dos dois pilotos da Ferrari, Lewis Hamilton e Daniel Ricciardo, Carlos Sainz, da Renault, é o único outro piloto a chegar ao Q3 em todas as corridas desta temporada