GP do Mónaco: Daniel Ricciardo ganha a lotaria no Principado

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Apesar dos problemas de motor no seu Red Bull, Daniel Ricciardo confirmou na corrida o ascendente que a sua equipa vinha a mostrar desde o primeiro treino livre e venceu na 250ª corrida da história da Red Bull na F1.

Apesar de ter tido Sebastian Vettel constantemente a ‘cheirar’ os escapes do seu Red Bull RB14, o piloto australiano esteve irrepreensível e venceu com todo o merecimento, numa corrida em que nos primeiros seis lugares todos os pilotos terminaram exatamente nas mesmas posições em que iniciaram a corrida, e só aquando das idas às boxes para a única troca de pneus é que houve alterações.

Nem um Safety Car Virtual já na fase final da corrida alterou o que quer que fosse, exceção feita a Charles Leclerc que bateu na traseira do Toro Rosso de Brendon Hartley, que com problemas nos travões quase parou na chicane após a saída do túnel. Nada podia fazer Leclerc que bateu violentamente na traseira do Toro Rosso.

Portanto, Daniel Ricciardo venceu, Sebastian Vettel foi segundo na frente de Lewis Hamilton, com Kimi Raikkonen em quarto na frente de Valtteri Bottas, com Esteban Ocon a terminar em sexto. Grande sétimo lugar para Pierre Gasly, que foi o primeiro piloto a melhorar face à sua posição de partida. O piloto da Toro Rosso, partiu de 10º e terminou três posições acima.

A fechar o top 10, dois Renault a ensanduichar Max Verstappen. Nico Hulkenberg foi oitavo, na frente do holandês, que arrancou em 20º. A fechar o top 10, Carlos Sainz. Mais informação dentro de momentos…