Nasser Al-Attiyah vence Rali de Marrocos

Nasser Al-Attiyah (Toyota) venceu o Rali de Marrocos, terminando a prova com quase oito minutos de avanço para Sébastien Loeb (Peugeot). A encerrar o pódio, Nani Roma (Mini), o que significa que na penúltima prova da Taça do Mundo de Todo o Terreno, ficaram no pódio três marcas diferentes. Bom sinal para o Dakar…

Nasser Al-Attiyah e Matthieu Baumel assinaram a sua terceira vitória consecutiva no Rali de Marrocos, e com este resultado asseguraram também a vitória na Taça do Mundo de Todo o Terreno, que como se sabe termina no fim deste mês em Portalegre.

Sébastien Loeb foi o primeiro líder, na primeira ‘verdadeira’ especial da prova, conseguindo aí uma margem de 12m51 face a al-Attiyah, mas no dia seguinte foi Carlos Sainz a vencer, numa etapa encurtada devido a uma boa parte do percurso estar impraticável. Na terceira etapa, após a confusão do dia anterior, Nasser Al-Attiyah voltou a vencer, depois do triunfo no prólogo, recuperando para uma distância a 5m02s de Sebastien Loeb. Carlos Sainz, em CP1, recebeu uma penalização de 50 horas por causa de uma “comunicação confusa com a direção da corrida” , disse a equipa, uma pena posteriormente retirada.

Na quarta etapa, ambos os 3008 DKR de Sébastien Loeb e Carlos Sainz tiveram problemas mecânicos, atrasando-se, com a Hilux de Attiyah a comandar com 6m42s, sendo que Loeb caiu para segundo.

No último dia, Sébastien Loeb e Daniel Elena tiveram dois furos, mas ainda terminaram a especial em terceiro, a 34 minutos de Roma e 26 de Al-Attiyah. Desta forma, asseguraram o segundo lugar da geral, deste que é o último confronto antes do Dakar 2018, terminando a com 7m55ss do vencedor, e 16m50 na frente do espanhol da X-Raid, Nani Roma.

Depois da perda de um amortecedor no seu 3008 DKR, na segunda-feira, facto que o forçou a parar 20 minutos na especial, Carlos Sainz ainda logrou alcançar o top 10, a 1h28:02 de Al-Attiyah.

1-1

José Luís Abreu