Rali da Suécia/Etapa 2: Dia quase perfeito põe Neuville de olhos na vitória

Thierry Neuville fechou da melhor maneira o segundo dia de competição no Rali da Suécia. O piloto belga da Hyundai foi o mais rápido na derradeira classificativa, Torsby Sprint, e vai partir para a derradeira etapa na liderança da segunda ronda do WRC 2018 com uma vantagem de 22,7s sobre Craig Breen.

O irlandês da Citroën perdeu fôlego ao logo da jornada e viu o primeiro classificado afastar-se, mas fecha o dia “satisfeito com a velocidade imprimida”, disse. Andreas Mikkelsen, também em Hyundai, é terceiro.

Ao longo de sábado, Thierry Neuville mostrou que é o principal candidato ao triunfo no Rali da Suécia. Depois de um mau início de campeonato para a Hyundai, a marca estabelecida em Alzenau prepara-se para atacar o derradeiro dia de prova com dois carros no pódio. Não é tão bom como na véspera, em que tinha três, mas ainda assim é possível para a estrutura gerida por Michel Nandan. Até porque Hayden Paddon, terceiro elemento da equipa, está no quarto posto da geral.

“Está a ser melhor do que no ano passado. Um dia fantástico para nós. O carro funcionou muito bem. Ok, tivemos um pequeno problema que conseguimos resolver. Penso que a gestão dos pneus foi boa. Estou contente. Agradeço muito à equipa”, afirmou Neuville mal terminou a sua prestação em Torsby Sprint.

Focado no primeiro lugar quando começou o dia, Andreas Mikkelsen perdeu tempo precioso e sente que está fora da luta. “Pagámos um preço muito alto pelos erros cometidos”, afirmou o piloto que está a 32 segundos de Neuville.

Quarto classificado, Hayden Paddon ainda teve tempo para apanhar um susto no derradeiro troço do dia, apesar de só ter 3,9 quilómetros de extensão. “Ficámos presos num banco de neve ainda no início”, afirmou. Ainda assim, manteve a posição e parte para o dia de amanhã com 8,2 segundos para gerir em relação a Mads Ostberg. O norueguês está a fazer a sua estreia como piloto oficial da Citroën e, depois de um arranque animador, ocupou o quinto posto e ali se manterm com nove segundos de vantagem sobre Esapekka Lappi. O finlandês é o melhor dos Toyota. Ainda não venceu uma especial, mas a consistência evidenciada garante-lhe o estatuto de melhor entre os liderados por Tommi Makinen.

“Fico muito satisfeito se conseguirmos andar regularmente entre os cinco primeiros”, afirmou. Lappi está à frente de Jari-Matti Latvala, enquanto Teemu Suninen, que está em oitavo, é o melhor dos Ford. Tanak já venceu várias especiais, mas o facto de ser um dos primeiros na estrada, impede-o de fazer melhor do que o nono lugar. O mesmo acontece com o campeão do mundo, Sébastien Ogier. Não vai além do décimo lugar e o melhor que já conseguiu foi um terceiro melhor tempo.

No WRC2, Takamoto Katsuta é o primeiro. O piloto do Ford Fiesta R5 ainda cedeu a liderança no início do dia a Pontus Tidemand (Skoda) mas depois recuperou a posição e não mais a largou. Tem o sueco em segundo, a 12,2 segundos. Ole Christian Veiby (Skoda) fechou o dia com o melhor tempo mas é terceiro a 20,8s.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.