Surpresas desagradáveis nas apresentações de Fórmula 1

Amanhã é dia de ficar a conhecer o primeiro dos novos Fórmula 1, e tendo em conta que temos que ‘levar’ com o Halo – muito eficiente para proteger pilotos, mas pouco estético – a verdade é que há muitos exemplos de surpresas desagradáveis no começo de um novo ano na F1. O exemplo é mesmo o dos ‘narizes’ de alguns dos F1 de 2014, mas há muito mais. Para não recuarmos muito no tempo, em 1995 a McLaren surgiu com um monolugar de nariz pontiagudo, e uma mini asa por cima do capot-motor, mas o pior do ano foi mesmo Nigel Mansell não caber no cockpit. Em 1999 a BAR surgiu com uma decoração ‘dupla’, Lucky Strike de um lado, 555 do outro. Olhem que maus teriam ficado os Subaru Impreza WRC ‘vestidos’ de Lucky Strike?

Em 2004 a Williams surgiu com um monolugar com um nariz de ‘morsa’, três anos depois a Honda ‘pintou’ o seu monolugar de forma ‘ecológica’ simulando o planeta terra visto do espaço. Em 2009 a Ferrari, que foi a primeira a apresentar o carro, foi alvo de muitas críticas devido à enorme asa dianteira, obrigatória por regulamento e finalmente em 2014, o nariz do Toro Rosso foi alvo das piadas mais ‘pornográficas’ da história da F1.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.