Vai ser mais difícil ultrapassar na Fórmula 1

A dificuldade em acompanhar o carro da frente confirmou o receio que muitos tinham sobre o novo pacote aerodinâmico dos novos monolugares de F1: Está mais difícil ultrapassar.
 
Após o primeiro dia de testes, Lewis Hamilton encontrou dificuldades em acompanhar outros carros à sua frente, e isso deverá resultar no facto dos pilotos passarem a apostar cada vez mais em corridas com uma paragem. Como se sabe, com os vários compostos de pneus, havia pilotos que iam às boxes mais vezes para estarem em pista sempre com pneus melhores que os adversários, mas se fica mais difícil ultrapassar, significa que não vale a pena ir às boxes mais vezes, porque mesmo com pneus melhores, pode perder-se mais tempo em pista. Para além disso, passa a haver também menor degradação dos pneus.

Filipe Massa é da opinião que os carros são muito melhores para os pilotos e que existirá mais melhor espetáculo, mas mais uma vez, reforça a dificuldade das ultrapassagens devido a perda de downforce quando se aproximam demais do carro da frente: “Esperar para ver”, diz o brasileiro. Daniel Ricciardo apontou muitas melhorias no carro, apesar do pouco tempo de pilotagem. O australiano da Red Bull, quando perguntado sobre as novas regras, mostrou-se muito satisfeito, mas lembrou que “ainda há muito mais para vir dos carros”. Mas os resultados já mostram esta maior velocidade dos monolugares, como se pode ver pelo melhor tempo de Hamilton ontem, que é bem melhor que o da qualificação o ano passado em Barcelona.

Rodrigo Fernandes/Autosport