Stellantis poderá transformar veículos só elétricos em híbridos

03/05/2024

A Stellantis revelou que pode oferecer os seus futuros veículos elétricos a bateria com motores de combustão, se for esse o desejo dos consumidores. A começar pelo futuro Jeep Wagoneer S.

 

Tal como outras marcas de automóveis, a Stellantis não ignora que a transição para os veículos eléctricos não será tão simples como muitos pensavam. Falando no decorrer de um evento focado nos resultados do primeiro trimestre da marca e nos números financeiros, a diretora financeira Natalie Knight disse que o Wagoneer S será oferecido pela primeira vez como um BEV, mas uma versão híbrida ou apenas a gás pode seguir se houver procura.

“A maioria dos nossos produtos são veículos ICE ou destinados a utilizar as plataformas multi-energia que temos”, disse ela. “Esta é uma grande oportunidade para nós, em comparação com os nossos pares, tendo as plataformas multi-energia para todos os nossos produtos em desenvolvimento e tendo a agilidade de se mover entre eles.


De acordo com Knight, a Stellantis quer satisfazer as exigências dos consumidores e, ao mesmo tempo, enviar uma mensagem ao mercado sobre a sua estratégia de eletrificação. Dos 25 novos veículos que a marca vai lançar este ano, 18 serão inicialmente vendidos como BEV. A Stellantis planeia ter 75 opções de veículos elétricos a bateria até 2030 e vender 5 milhões de BEVs por ano até à mesma data.

“O nosso objetivo é colocarmo-nos numa posição em que, por um lado, possamos mostrar ao mercado que sabemos onde as coisas estão a evoluir e que estamos muito empenhados no mercado dos veículos elétricos, mas, por outro lado, temos a flexibilidade necessária para crescer onde a procura do consumidor se fizer sentir”, afirmou Knight. “Queremos ficar perto do consumidor e, se virmos que há uma oportunidade com os modelos que introduzimos primeiro como um BEV, vamos olhar para ele”, acrescentou.