Incêndio criminoso destrói Ford Mustang que pertencia a criança

O Ford Mustang Mach 1 de 1970 de Nino Welcome, uma criança de sete anos de Springfield, no Missouri, Estados Unidos, foi destruído por um incêndio criminoso com fogo-de-artifício.

Nino é portador de uma rara doença genética denominada síndrome de Lesch-Nyhan, que afecta uma em cada 380 mil pessoas, e que o deixa numa cadeira de rodas desde pequeno e à qual, provavelmente, estará confinado para o resto da vida.

Ainda que Nino não possa conduzir, o Mustang é o amor da sua vida, tendo o “pony car” sido restaurado pelo avô do petiz, que ofereceria ao neto, como prenda de aniversário, o desportivo mais popular do mundo. Além disso, os pais de Nino criaram histórias para contar à hora de dormir que envolvem a criança e o Mustang, que inspirou a pintura da sua cadeira de rodas, a que ele chama de “Mach 2” e foi colorida no mesmo laranja do “puro-sangue” detroiter.

O crime teve lugar durante a madrugada, quando alguém partiu uma das janelas e acendeu fogo-de-artifício dentro da viatura, enquanto a família dormia e o automóvel estava à porta de casa. Apesar das tentativas para extinguir o incêndio, grande parte da carroçaria, da estrutura e do interior foram severamente danificados.

A família pede, agora, informações que permitam levar à identificação dos responsáveis pelo delito. Foi, também, lançada uma campanha online para angariação de dinheiro que será usado para restaurar a viatura ou para a compra de um automóvel novo.

Jorge Sá

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.