Renault 5 Turbo conduzido por Alain Prost vai a leilão

28/04/2024

Em Janeiro de 1980 a Renault apresentava o modelo 5 Turbo destinado aos ralis e a concorrer directamente com o Lancia Stratos no Grupo 4. Apesar da designação Renault 5, este modelo pouco tinha em comum com a versão tradicional, a começar pela carroçaria, desenhada por Marc Deschamps na Bertone, e a acabar na colocação do motor na zona central traseira do automóvel. No total 4.987 unidades foram construídas do Renault 5 Turbo até 1984, produzidas na fábrica da Alpine em Dieppe.

 

O motor é o tradicional Cléon-Fonte de quatro cilindros em linha e 1,4L de cilindrada com válvulas à cabeça, aqui coadjuvado com a injecção Bosch K-Jetronic e um turbo Garrett T3. Na versão de estrada, o motor debita 160cv às 6000rpm e 221Nm de binário às 3250rpm. A suspensão traseira foi extraída do Alpine A310 V6, enquanto que a caixa manual de cinco velocidades transitou do Renault 30 TX, rodada a 180 graus.

Para o Campeonato do Mundo de Ralis a Renault Sport extraiu originalmente 180cv do mesmo motor, passando posteriormente para os 210cv, até chegar aos 350cv na versão 5 Maxi Turbo. Foi um modelo bastante competitivo, vencendo logo o Rally de Monte-Carlo na estreia com Jean Ragnotti ao seu volante, mas depressa o seu sucesso decaiu com o aparecimento das máquinas de Grupo B com quatro rodas motrizes.

 

Neste artigo encontramos o Renault 5 Turbo conduzido por Alain Prost, e navegado por Jean-Marc Andrié, no Rallye du Var de 1982, com a icónica decoração da Marlboro. Foi registado pela Renault Sport a 29 de Setembro de 1982 como automóvel de estrada e pensa-se que terá sido preparado por Danny Snobeck para Grupo 4 com um motor de 220cv.

A 2 de Maio de 1983 foi vendido a Michel Neri que o converteu para Grupo B, participanto em 28 ralis de 1983 a 1989. Em 1990 vendeu-o, passando várias vezes de mãos até chegar a um coleccionador que o restaurou por completo, aplicando-lhe a decoração original de Prost.

No próximo dia 10 de Maio irá a leilão, num evento organizado pela RM Sotheby’s, no Mónaco, com um valor de venda estimado entre os 200 e os 250 mil euros.