Moto3: Joan Mir soma 10ª vitória da temporada

A corrida de Moto3 do Grande Prémio da Malásia, 17ª e penúltima ronda do Mundial voltou a revelar uma luta intensa pela vitória e marcada pelo muito calor, com Joan Mir a fazer o pleno nesta ronda juntando a pole position, primeira da época, à vitória em mais uma ronda do Mundial.

Depois de um Warm-Up realizado com a pista molhada devido à chuva, o sol apareceu em Philip Island e a primeira corrida deste domingo começou mesmo com piso seco.

Na largada Jorge Martin Del (Conca Gresini Moto3) aproveitando sair da primeira linha da grelha assumiu o comando trazendo na sua roda John McPhee (British Talent Team), Bo Bendsneyder (Red Bull KTM Ajo) e Joan Mir (Leopard Racing).

Martin determinado em conseguir a sua primeira vitória, imprimiu um ritmo muito forte logo na primeira volta ganhando inesperadamente mais de um segundo de vantagem para os seus perseguidores que na entrada para a segunda volta passaram a ser liderados por Joan Mir.

O coroado campeão do Mundo de Moto3 de 2017, procurava encurtar a distância para Jorge Martin e trazia com ele outros cinco pilotos, mais preocupados nesta fase da corrida em seguir na roda de Mir para manterem o líder da corrida à vista.

Com Joan Mir a realizar a volta mais rápida em corrida ao rodar em 2m13,251, não demorou muito para deslocar do grupo perseguidor do líder e colar a roda traseira da Honda de Jorge Martin, o que aconteceu a 10 voltas do final da corrida, com o piloto da Leopard Racing a acabar mesmo por ultrapassar Martin.

Mais atrasado estava Romano Fenati (Marinelli Rivacold Snipers) depois de na fase inicial da corrida ter-se envolvido num toque com Tatsuki Suzuki que acabou com o japonês da SIC58 Squadra Corse a sofrer uma violenta queda sem consequenciais físicas.

Com uma luta muito animada entre os dois da frente pela liderança da corrida não demorou muito para que Enea Bastianini (Estrella Galicia 0,0) estivesse em cima dos dois da frente.

Os três primeiros tinham já dois segundos de vantagem para o quarto que era Livio Loi (Leopard Racing). Contudo no final da 10ª volta, Mir comete um erro na entrada para a curva 15, alargando a trajectória e os seus perseguidores não perdoam e passam de imediato pelo espanhol, com Bastianini a aproveitar da melhor maneira o deslize de Mir e a subir de terceiro para primeiro de imediato.

Com o trio da frente entretido na luta pela liderança, Jorge Martin, acabou por atacar com sucesso a liderança de Bastianini, ultrapassando o piloto da Estrella Galicia 0,0 à entrada para as quatro voltas finais da corrida.

Contudo o italiano não tardou a responder voltando ao comando da corrida com Mir a atento às movimentações dos seus adversários acabando por passar Martin e Bastianini a três voltas do fim e voltar à cabeça da corrida

Beneficiando da luta mais apertada entre os da frente, Livio Loi, tudo fazia para colar no trio da liderança, mas a realizar uma prova em solitário na quarta posição, o belga tinha uma missão mais complicada.

Na frente da corrida, Joan Mir entrava para a última volta desta 17ª ronda do Mundial com meio segundo de vantagem para Jorge Martin e Enea Bastianini.

Desta forma Joan Mir alcançou em Sepang a sua 10ª vitória na temporada, batendo um recorde de vitórias numa época que estava nas mãos de Valentino Rossi, e relegando para a segunda posição Jorge Martin, que terminou a 0,724s do vencedor, enquanto Bastianini acabou no lugar mais baixo do pódio a 0,763s.

Já Livio Loi, foi quarto a 6,868s do seu companheiro de equipa e na frente de John McPhee, que depois de um bom início de corrida acabou por perder terreno para os da frente para terminar na quinta posição a 11,051s

Nota ainda para Romano Fenati terminou o Grande Prémio da Malásia na sétima posição a 11,238s de Joan Mir.

Com estes resultados, Joan Mir soma agora 321 pontos, Romano Fenati é segundo com 235 pontos. Já Aron Canet está na terceira posição com 192 pontos e Jorge Martin é quarto com 171 pontos.