GP do Qatar: Miguel Oliveira 5º na vitória de Francesco Bagnaia

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) concluiu a primeira prova da temporada, o GP do Qatar, na quinta posição, numa corrida nada fácil para o piloto português e onde Francesco Bagnaia (SKY Racing Team VR46), dominou de inicio a fim a corrida de abertura do Mundial.

Na largada, Miguel Oliveira saiu bem, mas na chegada à curva 1 foi obrigado a alargar a trajectória e caiu para a oitava posição. Na frente, Francesco Bagnaia, saiu bem e assumiu o comando da corrida, trazendo consigo Lorenzo Baldassarri (Pons HP40) e Álex Márquez (EG 0,0 Marc VDS), que apesar de ter saído da pole position, foi surpreendido por Baldassari e Bagnaia.

O italiano da SKY Racing Team VR46, tentava fugir aos seus mais directos adversários na luta pela liderança da corrida, realizando mesmo a volta mais rápida em 2m00,542s.

Os três da frente, abriam ligeiramente do grupo onde estava Miguel Oliveira e a 15 voltas do final estavam já com pouco mais de 2 segundos de vantagem.

Com o passar das voltas os três primeiros ficaram mais próximos e não tardou que surgissem os primeiros ataques e Álex Márquez acabou por atacar Baldassari e subir ao segundo lugar a 10 voltas do final. A luta pelo segundo lugar permitiu que o líder da corrida, ganhasse mais um segundo para os seus mais directos prosseguidores.

Isto numa altura em que na luta pela 10ª posição Sam Lowes (Swiss Innovative Investors) sofria uma queda e era o primeiro a ficar fora da corrida.

Na frente, Márquez sofria com problemas no travão traseiro e acabaria mesmo por perder a segunda posição para Lorenzo Baldassari que se despachou do espanhol e tentava colar em Bagnaia que se mantinha isolado na frente.

Com os problemas na moto de Álex Márquez, Mattia Pasini (Italtrans Racing Team) encostava no espanhol da EG 0,0 Marc VDS e a cinco voltas do final os dois pilotos estavam separados apenas por um segundo.

Já Miguel Oliveira surgia nesta altura da corrida na quinta posição a dois segundos de Pasini e com o seu companheiro de equipa, Brad Binder na sua roda.

Na última volta da corrida, Baldassari ainda tentou a sua sorte, ultrapassando Bagnaia, mas o piloto da SKY Racing Team VR46, respondeu e regressou de imediato à liderança para alcançar assim a primeira vitória da sua carreira em Moto2.

Já Lorenzo Baldassari terminou na segunda posição a 0,112s, enquanto Álex Márquez foi terceiro a 5,625s, na frente de Mattia Pasini que foi quarto a 6,657s e Miguel Oliveira fechou o top cinco a 10,296s.

A próxima ronda do Mundial é o GP da Argentina que terá lugar a 8 de abril.

Classificação