Moto2: Miguel Oliveira é 6º no final do dia

O pelotão de Moto2 também já deram por terminado o segundo dia de testes oficiais no circuito de Jerez. O dia ficou marcado por três sessões muito movimentadas na pista andaluz, onde esteve presente o ‘nosso’ Miguel Oliveira.

No final o piloto da Red Bull KTM Ajo concluiu um dia de intenso trabalho de desenvolvimento da sua nova KTM com o sexto lugar. O vice-campeão do mundo de Moto3 em 2015 teve como melhor registo a marca de 1m42.154s, que foi alcançada na segunda sessão do dia. Registo que tirou mais de 0.3s ao seu tempo da primeira sessão do dia. Oliveira conseguiu igualmente ser mais rápido, em quase 0.3s, do que na qualificação para o GP de Espanha nesta mesma pista em 2017.

Tudo isto num dia onde Francesco Bagnaia superiorizou-se a toda a concorrência. O estreante do ano em 2017 exibiu-se mais uma vez em grande plano ao rodar em 1m41.638s, marca que pulveriza em mais de 0.4s o recorde oficial da volta mais rápida de um protótipo de Moto2 nesta pista que data de 2017 e está na posse de Álex Márquez

Precisamente o irmão mais novo de Marc Márquez, que foi o primeiro no início do dia, quedou-se pelo segundo lugar e com Lorenzo Baldassarri, completou o leque de três pilotos que entraram no segundo 41 e rodaram abaixo do recorde oficial do circuito de Jerez.

Nota também para o bom trabalho realizado por Luca Marini, que foi hoje o quarto com a Kalex da Sky VR46, a sua nova equipa para 2018. Mattia Pasini completou o top cinco do dia.

Quem igualmente deu nas vistas foi Sam Lowes, que assegurou o sétimo lugar. O piloto britânico está novamente a readaptar-se a um protótipo de Moto2 – o ano passado competiu em MotoGP – e na última sessão do dia, não obstante as temperaturas estarem mais baixas, deu um pequeno ‘ar da sua graça’ com a KTM da Swiss Innovative Investors. Curiosamente o mesmo sucedeu com Pasini, que assinou o seu melhor tempo do dia na derradeira sessão.

Remy Gardner também surpreendeu ao ser oitavo na frente do colega de Miguel Oliveira, Brad Binder, que tem estado discreto, mas igualmente competitivo. Entre os estreantes foi o campeão do mundo de Moto3 em título, Joan Mir, que ditou o ritmo. De referir ainda que entre os 10 primeiros figuraram três dos seis construtores em competição: Kalex, KTM e Tech 3.

Amanhã tem lugar o terceiro e último dia de testes oficiais desta jornada no circuito de Jerez.

Classificação geral dos testes: