Giacomo Agostini: “Se a Yamaha não for competitiva em 2018 Rossi bate com a porta”

Após uma época para esquecer, Valentino Rossi vai procurar em 2018 alcançar o seu 10º título de Campeão do Mundo, mas a sua continuidade no Mundial não parece estar totalmente garantida a partir de 2019.

Quem o diz é o 15 vezes Campeão do Mundo, Giacomo Agostini, que em declarações à La SextaTV, deixou claro que: “A sua continuidade no Mundial vai depender do rendimento da Yamaha M1 em 2018”.

Agostini acredita que a hora de Rossi sair de cena no Mundial de MotoGP está perto. “Penso que está na hora de Valentino se retirar. Ele gosta de motos, gosta de competir. Contudo estou certo que também pensa que competir para terminar em quinto ou em sexto, então o melhor é mesmo parar. Sei que ele quer continuar a competir depois de 2018 e que o vai tentar, mas veremos que moto lhe vai dar a Yamaha e isso sim será determinante”.

Na opinião de Giacomo Agostini parece certo que Rossi pode optar por colocar um ponto final na carreira se a sua moto não for suficientemente competitiva. “Penso que é justo pensar que depois de cinco ou seis corridas vamos ver se Rossi com a Yamaha consegue ganhar. Se isso acontecer ele vai continuar, caso contrário vai retirar-se”.