MotoGP: Jorge Lorenzo pensa em ano sabático?

O consulado do tricampeão do mundo de MotoGP ao serviço da Ducati tem sido tudo menos fácil. Desde o início da sua vigência em Borgo Panigale que o piloto espanhol tem sentido muitas dificuldades em ‘domar’ na perfeição a Desmosedici e consequentemente em ser competitivo. Aqui ou acolá tenho dado um pequeno ‘ar da sua graça’, mas nunca tem apresentado uma consistência que permita lutar pelos triunfos.

Com o seu atual contrato com a Ducati a terminar no final de 2018, Jorge Lorenzo tem o seu futuro, na formação italiana, indefinido, tendo mesmo agora a pairar junto de si o ‘fantasma’ de Danilo Petrucci. Ao contrário do que sucede com o seu colega de equipa, Andrea Dovizioso, que já renovou contrato até 2020.

Todo este cenário e com as dificuldades de colocação numa equipa de ponta em 2019, falou-se da hipótese Suzuki, faz com que na comunicação social do país vizinho apareçam notícias de que Jorge Lorenzo está, nesta fase, em profunda meditação se irá partir, em 2019, para um ano sabático.

Uma situação que a acontecer não é muito habitual, mas que poderia ajudar o homem de 31 anos a libertar-se das amarras da pressão e a limpar a cabeça, surgindo quem sabe, um ano depois, revigorado. Para já, Lorenzo ainda não falou publicamente sobre este cenário, pelo que muito provavelmente teremos de esperar mais uma semana, até ao Grande Prémio de Itália, para sabermos se esta é mesmo uma ideia que está a ganhar força.