MotoGP vs WSBK: Quais as principais diferenças?

Com a 7º Ronda do mundial de WSBK fechada, seguimos no próximo fim de semana (15-17 Jun) para a 7ª de MotoGP. Na tentativa de explicar as principais diferenças entre ambas as classes (MotoGP e WSBK), deixamos aqui uma breve análise:

As motos de MotoGP são produzidas em número muito limitado, sendo o seu único propósito a competição. Já as WSBK são motos derivadas da produção em série e posteriormente transformadas para competir. No caso do MotoGP, têm um número muito pequeno de restrições na construção destes verdadeiros protótipos de 2 rodas. É também livre o uso de materiais de elevado custo como carbono, titânio ou magnésio.

As Superbikes estão muito restringidas neste aspeto, não sendo sequer permitido o uso de discos em carbono nesta categoria. Quanto ao peso, as MotoGP rondam os 157 kg, cerca de 11 kg menos que as Superbikes (168 kg).

Os quadros das motos MotoGP são de construção livre (artesanal, demorada e dispendiosa), enquanto nas Superbikes os quadros devem derivar das motos de produção em série.

Os motores das MotoGP têm como limite de cilindrada 1000cc. A potência é gerada por norma, num motor V4 com especificações próprias (mantidas em segredo) e uma montagem meticulosa e demorada. Os motores usados nas Superbikes variam na geometria conforme o construtor. Kawasaki, Honda, BMW ou Yamaha utilizam o tradicional 4 cilindros, a Ducati o V2 e a Aprilia o V4. A cilindrada máxima permitida pode chegar aos 1200cc (Ducati) e os motores devem derivar dos motores de série.

Ambas as categorias utilizam fornecedores oficiais de pneus, embora de marcas diferentes: Pirelli nas SBK e Michelin em MotoGP.

Nas Superbikes, o nível de performance é calculado através da restrição de entrada de ar. Já nas MotoGP, tudo é controlado pela eletrónica (spec ecu) fornecida pela Magneti Marelli. A diferença de potência é favorável para as MotoGP com mais de 300cv em relação às Superbikes.

Quanto ao preço, não existem valores exatos. No entanto, estima-se que o valor de uma MotoGP ronde os 2 milhões de dólares, ao passo que o valor das SBK andará na casa dos 100.000 dólares. Como referencia, um motor da Honda RSV tem um custo aproximado de 220.000 dólares.

Qual a mais rápida? As MotoGP, naturalmente. Têm menor peso, maior potência e mais estabilidade em comparação com as SBK. No entanto, uma melhor performance das SBK pode acontecer no futuro.

Em testes conjuntos realizados no Circuito de Jerez de la Frontera, Jonathan Rea bateu as melhores MotoGP, com Valentino Rossi a fazer (+0.015), Jorge Lorenzo (+0.137) e Marc Márquez (+0.170). O que colocaria Rea na Pole.

Já em 2002, Hislop tinha conseguido este feito ao bater Rossi (Honda RC211V) . A explicação reside no facto de a maior potência das MotoGP tornar a aderência mais difícil. Isto aliado ao composto de pneus utilizado e condições de pista. Por norma, as MotoGP têm uma vantagem de 2 a 3 segundos em relação às Superbikes .

Estes são apenas alguns dos segredos desvendados em relação às categorias mais importantes do Mundial de Velocidade.

José Crossas/Motosport

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.