Ogier defende posição, Neuville prepara ataque na PowerStage

Thierry Neuville perdeu neste rali uma boa oportunidade para manter bem vivas as suas esperanças de ser Campeão, que apesar do que se está a prever para o desfecho desta prova, não decide, mas encaminha bem as contas para o lado de Sébastien Ogier. Depois do ‘azar’ do francês na Finlândia, onde cedeu 11 pontos a Neuville, desta feita o ‘azar’ bateu à porta do belga e apesar de neste momento não se saber quantos pontos Ogier vai ganhar a Neuville (ou se vai ganhar, porque o rali não acabou) tudo indica que andará à volta dos quinze, dependendo do que farão Neuville e Ogier na PowerStage (o belga nada tem a perder, Ogier tem tudo a perder) e por isso é melhor mesmo é aguardar pelo final para fazer contas.

De qualquer maneira se nada de muito estranho se passar, Ogier vai isolar-se novamente na dianteira e com três ralis pela frente, continua tudo em aberto, mas com Neuville mais pressionado. No final da PowerStage de amanhã será mais fácil traçar cenários para o resto do campeonato, sendo que em lado nenhum Neuville tem sido inferior a Ogier, sendo que pela frente os dois pilotos têm dois ralis e meio de terra pela frente (a outra parte é o asfalto da Catalunha). Chegar à Grã-Bretanha e à Austrália em segundo no campeonato é capaz de não ser um enorme drama para Neuville, a não ser que, como é bem possível de suceder, haja muita lama na prova britânica. Portanto, como se percebe há ainda muitas incógnitas na equação, e por isso o melhor é mesmo desfrutar dos ralis…