Ainda falta uma década para o pico do consumo de petróleo

Segundo previsões agora reveladas, dentro de treze anos a procura de veículos elétricos e a introdução de soluções de energia mais eficientes vai levar ao início do declínio na procura por petróleo. Ainda falta algum tempo, mas sempre são números mais animadores do que as anteriores estimativas.

Um novo estudo da Wood MacKenzie vem anunciar que apenas dentro de treze anos será atingido o pico no consumo de petróleo a nível mundial. Nessa altura começam a ser notórios os efeitos da expansão dos veículos elétricos que se tornará mais evidente em 2025, com a redução na procura de combustíveis fósseis, bem como o avanço tecnológico que significará maior eficiência energética. Mas apenas em 2030 começará o “fim da era do petróleo”, pois a partir dessa data o consumo irá começar a descer progressivamente.
Apesar os números não serem muito positivos, eles são apesar de tudo um pouco animadores, pois as anteriores estimativas apontavam para um pico de consumo ainda mais tarde. E o impacto do setor dos transportes nessa “morte do petróleo” mais cedo é evidente. A MacKenzie refere que dos 96 milhões de barris extraídos por dia, atualmente, cerca de 60 milhões se destinam ao movimento de pessoas e bens. No caso do sector automóvel, a queda da procura vai começar antes de 2030, mas é preciso recordar ainda que também os transportes aéreos, marítimos e ferroviários têm impacto nestas estatísticas.

Nuno Fatela

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.