Chiron tem as maiores pinças de travão do mundo

A utilização da impressão 3D a laser em materiais de elevada resistência, com processos com tecnologias de ponta, dá ao superdesportivo da Bugatti mais um recorde. Desta vez relativo às maiores pinças de travão do mundo …

A Bugatti acaba de trazer mais um pouco de inovação para o Chiron, recorrendo a tecnologias oriundas da aviação e desporto motorizado para criar as maiores e mais resistentes pinças de travão do mundo. Forjada a partir de um só bloco de titânio, e cortada com lasers de 400 watts, é criada uma maxila de oito pistões com 41cm de comprimento.

Este é sem dúvida um processo demorado e tecnológico, pois começa com a sobreposição de 2213 camadas de pó de titânio, posteriormente aquecidas a 700º durante 45 horas para criar um bloco sólido. Mas, para um carro que demora nove meses a produzir, o que são dois dias com as pinças de travão no forno…

Frank Gotzke, Responsável de Novas Tecnologias da Bugatti

As maiores pinças de travão do planeta representam não apenas capacidade extrema para deter o superdesportivo gaulês, suportando pressões de 125kg por milímetro, mas também ajudam a outro dos maiores focos no desenvolvimento dos modelos com este raro pedigree. Falamos do peso. Isto porque elas acusam apenas 2,9kg na balança, quase 50% a menos do que os 4,9 kg do mesmo componente mas fabricado em alumínio.

Veja como o Chiron pode resolver as falhas na eletricidade…


A produção destas pinças de travão a 3D anuncia também a futura aposta nesta forma de criação de peças, mais específica, para os modelos da marca. Esta é uma área em que a Bugatti vai abrir caminho para todo o grupo, como explicou o responsável pelas novas tecnologias da Bugatti, Frank Gotzke.

“Todos podem, e devem beneficiar dos nossos projetos. Isto também faz parte do papel da Bugatti, como o laboratório de todo o grupo para a aplicação de tecnologias de ponta”. Não deixa, no entanto, de ser irónico que a Bugatti acelere na impressão 3D através das maiores pinças de travão do planeta.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.