Como a Uber quer combater o cansaço ao volante

O cansaço ao volante é um fator que coloca em causa a segurança de todos os circulam nas estradas. Para garantir que os seus condutores estão aptos para conduzir em todos os momentos, a Uber lançou uma funcionalidade que contribui para a prevenção rodoviária.

A Uber anunciou hoje uma medida que visa diminuir as consequências do cansaço dos condutores, um perigo real que pode ter resultados fatais. Apoiando-se nos resultados do inquérito do ESRA (European Survey of Road Users Safety Attitudes) que mostram que cerca de 60% dos portugueses inquiridos afirmam ter conduzido apesar de estarem demasiado cansados para o fazer, nos 12 meses anteriores ao inquérito, a Uber lançou uma nova funcionalidade que obriga os motoristas a interromperem a sua atividade. Após um total acumulado de 10 horas de condução, os motoristas terão de descansar, colocando-se em modo offline, durante no mínimo seis horas.

Este novo sistema na aplicação Uber contabilizará o tempo de condução acumulado e a app envia notificações periódicas ao motorista quando o limite de tempo de condução de 10 horas se estiver a aproximar. Quando esse período é ultrapassado, os condutores ficam automaticamente offline durante seis horas seguidas. Findas as seis horas, o tempo de condução é reiniciado.

“A condução sonolenta é uma questão de segurança séria, mas muitas vezes subestimada. Na PRP, saudamos este passo da Uber para contribuir para que o risco da fadiga dos motoristas se reduza, e com isso diminua o risco de acidente. E incentivamos que continuem a tirar proveito da sua tecnologia para prevenir eventuais acidentes”, considera José Miguel Trigoso, Presidente do Conselho de Direção da Prevenção Rodoviária Portuguesa.

“Esta nova funcionalidade é importante para proteger não só os motoristas que viajam com a aplicação da Uber, mas também os utilizadores e quem circula nas estradas portuguesas”, refere, por sua vez, Rui Bento, Diretor Geral da Uber para a Península Ibérica.

Medidas que contribuam para o aumento da segurança rodoviária são sempre bem-vindas, pretendendo a Uber combater o cansaço ao volante desta forma.

Miguel Policarpo/Turbo