Ferrari FXX-K Evo é ainda mais extremo

O superdesportivo híbrido da Ferrari acaba de se tornar ainda mais ‘hardcore’ graças a um novo pack que reforça a aerodinâmica. O Ferrari FXX-K Evo pode ser adquirido como um “extra” para os FXX-K atuais ou através de uma série limitada de modelos.

O Cavallino Rampante mais extremo da atualidade acaba de se tornar ainda mais estupendo, graças à apresentação do Ferrari FXX-K Evo. Esta designação remete para a estreia do pack “Evo”, que oferece vantagens ao nível da aerodinâmica. Desta forma o maquinão híbrido exclusivo para pistas, que a própria marca guarda nas suas garagens e depois transporta para os proprietários guiarem em eventos realizados em circuitos míticos, como parte do programa Ferrari Client Test-Driver, torna-se ainda mais performante graças à melhoria da downforce. O upgrade é de 23% comparativamente ao FXX-K original e de 75% em comparação ao LaFerrari, a partir do qual este superdesportivo foi desenvolvido. Mais concretamente, falamos de 640kg de downforce gerados a 200km/h e um total de 830kg à velocidade máxima.

Essencial para esta melhoria foram, desde logo, as alterações na dianteira. Aqui encontramos novas entradas de ar na frente das rodas e as lâminas de abertura vertical no para-choques. Além disso, a canalização do ar para o sistema de travagem foi também redesenhada. Com os geradores de vortex no fundo do carro a contribuírem com mais 30% para a melhoria de downforce do Ferrari FXX-K Evo, é no entanto na traseira que as alterações são mais visíveis. Aqui encontramos agora uma asa fixa completa, ao contrário das duas “semi-asas” do FXX-K original, num novo elemento que trabalha em conjunto com o spoiler ativo cujo funcionamento foi otimizado. Também novidade é a barbatana central que se prolonga até à asa do Ferrari FXX-K Evo, que ainda ganhou duas lâminas nas extremidades do para-choques traseiro. No interior encontramos um novo volante com patilhas, inspirado no modelo utilizado no monolugar da marca para a Fórmula 1 e com a inclusão do comando ‘Manettino’ para o Kers, bem como um novo ecrã central com maiores dimensões (6,5’’) em que se pode aceder a um sistema de telemetria melhorado.

No incrível grupo propulsor do Ferrari FXX-K Evo não surgem alterações, continuando a ser usada a combinação híbrida entre o V12 6,2L de 860CV e o motor elétrico de 190CV. Isto significam 1050CV de potência e 900Nm, num modelo em que a inclusão do “K” no nome remete para a utilização do sistema Kers da F1. Também oriundos da classe rainha do desporto motorizado são a caixa de sete velocidades e o sistema de tração. Na mecânica do Ferrari FXX-K Evo a principal alteração acaba por ser ao nível da suspensão, que foi revista para lidar com o upgrade na downforce.

O novo Ferrari FXX-K Evo estará disponível em duas modalidades distintas. Na primeira será um pack-extra para oferecer melhorias aos atuais FXX-K. Além disso, também será alvo de uma produção “extremamente limitada” e que se junta aos 40 exemplares da série inicial do superdesportivo híbrido.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.