Jaguar vai finalizar série D-Type, incompleta desde 1956

A Jaguar anunciou que vai concluir uma série cuja última unidade foi produzida há 62 anos. São 25 carros de corrida D-Type nas suas especificações originais.

De uma série limitada de 100 unidades, a Jaguar chegou a produzir 75, sendo que a última saiu da fábrica da marca em 1956. Após este hiato de 62 anos, o fabricante do felino retomará os trabalhos, finalizando a série de modelos D-Type. Os 25 carros de corrida serão produzidos mantendo-se fiéis às especificações originais.

Os modelos D-Type, que recorriam a um motor de 6 cilindros, valeram três vitórias à Jaguar nas 24 horas de Le Mans, entre 1955 e 1957. Estavam disponíveis em duas variantes: a 1955-spec Shortnose e a 1956-spec Longnose. Ambas estão de regresso. “O Jaguar D-Type é um dos mais bonitos e icónicos carros de competição de todos tempos, com recordes marcantes nas competições mais duras do mundo”, considera Tim Hannig, responsável máximo da divisão Jaguar Land Rover Classics.

“A oportunidade de continuar o sucesso da história do D-Type, completando a produção em Coventry, é um dos projetos únicos de uma vida que os nossos especialistas da Jaguar Classic estão orgulhosos em cumprir”, revelou Hannig.

O Salon Rétromobile em Paris vai acolher a estreia do “novo” D-Type, sob a forma de protótipo. A Jaguar ainda não revelou preços.

Leia também: Os carros mais caros de sempre em leilão

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.