Como a Nissan democratizou o carro elétrico

A Nissan mantém-se na vanguarda do desenvolvimento de veículos elétricos, com a marca a assinalar um marco histórico na mobilidade de emissões zero. As vendas do Nissan Leaf atingiram as 100.000 unidades na Europa.

O empenho da Nissan no desenvolvimento de propostas de mobilidade elétrica tem sido notável, sendo o fabricante nipónico uma das marcas vanguardistas na matéria. As vendas do Nissan Leaf alcançaram as 100.000 no continente europeu, número que se reforça com as mais de 37.000 encomendas da nova geração do modelo – com 10 mil reservas em dois meses.

Sublinha a Nissan que a cada 10 minutos um unidade do Leaf é vendida a cada 10 minutos no “velho continente”. São dados que fortalecem o estatuto do modelo nipónico como o automóvel elétrico mais vendido do mundo. Sobre este facto, Gareth Dunsmore, Diretor de Veículos Elétricos da Nissan Europa, nota que “não é uma surpresa para nós que o Nissan Leaf seja o automóvel elétrico mais vendido no mundo”, sublinha o responsável. “Temos vindo a desenvolver a nossa oferta de automóveis elétricos para comercialização em massa há mais tempo do que qualquer outra marca e estamos orgulhosos de produzir um automóvel visionário e acessível para clientes de toda a Europa”, acrescentou ainda.

Os clientes europeus do Nissan Leaf já percorreram mais de 2 mil milhões de quilómetros. Significa que foram poupadas mais de 300.000 toneladas de CO2. Numa outra nota, refere a marca que se orgulha de uma taxa de satisfação desses clientes na ordem dos 92%.

Miguel Policarpo/Turbo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.