Nissan mostra “telepatia” para carros na CES

Acredita na possibilidade de ler os pensamentos? No futuro a telepatia será possível, pelo menos para os automóveis, que vão ser capazes de reconhecer o que estão a pensar os condutores de forma a antecipar as suas ações e tornar a experiência a bordo dos carros mais agradável, como mostra a tecnologia ‘ cérebro para o carro ‘ da Nissan.

Será apresentada pela Nissan na feira de tecnologia CES, que esta semana abre portas em Las Vegas, uma inovação que permite fazer a passagem direta de informações desde a origem do pensamento até ao automóvel. Podendo parecer alguma forma de ficção cientifica, ou mesmo a inclusão de capacidades telepáticas nos carros, a tecnologia ‘ cérebro para o carro ‘ (da designação B2V – Brain to Vehicle) vai permitir agir até cerca de meio segundo antes do que ocorreria com o processo normal de movimento por parte dos humanos.

A demonstração da tecnologia ‘ cérebro para o carro ‘ no CES será feita com recurso a uma touca colocada na cabeça das pessoas e que vai medir as ondas cerebrais. Esse equipamento vai conseguir ler e antecipar a execução de correções no volante ou o desejo de pressionar o acelerador ou travão. E depois, de forma impercétivel, essas ações vão ser antecipadas entre 0.2 e 0.5 segundos. Segundo a Nissan, a ideia não passa por substituir o condutor, mas antes apoiá-lo nas suas tarefas, de forma a reforçar a segurança e tornar mais agradável a experiência ao volante.

A marca nipónica destaca que esta tecnologia representa o oposto do que acontece com os sistemas de piloto automático. O Vice-Presidente da Nissan, Daniele Schillachi, explica que “quando a maior parte das pessoas pensa na condução autónoma, tem uma visão bastante impessoal, em que os humanos perdem o controlo para as máquinas”. No entanto, afirma que “a tecnologia cérebro para o carro faz o oposto, utilizando sinais captados no cérebro para tornar a experiência ao volante mais excitante e prazerosa”.

a carregar vídeo

Este sistema terá também a capacidade de reconhecer o estado de espírito do condutor. Mas esta já será uma capacidade da tecnologia ‘ cérebro para o carro ‘ com aplicação futura nas viagens não-tripuladas, pois permite adaptar o estilo de condução ao humor do proprietário.

E também alterar, com recurso à realidade aumentada, a própria atmosfera interior de forma a ir de encontro às necessidades de relaxamento. Com esta e outras possíveis utilizações da tecnologia ‘ cérebro para o carro ‘, um dos investigadores seniores da marca e líder neste projeto do Nissan Research Center do Japão, Lucian Gheorghe, afirma mesmo que “as potenciais aplicações desta tecnologia são incríveis”.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.