Paris e Londres vão monitorizar emissões reais dos automóveis

A avaliação dos índices de poluição na utilização quotidiana será depois convertida num sistema por pontos que vai ajudar os condutores a optarem por veículos com menor impacto ambiental.

Até ao final do ano as cidades de Londres e Paris vão implementar um sistema próprio de avaliação das emissões em condições reais de utilização dos carros. Esta medida foi acordada após um encontro entre os presidentes das câmaras municipais das duas cidades, Sadiq Khan e Anne Hdalgo, respetivamente, numa reunião em que também participaram representantes dos fabricantes automóveis. Este análise vai dar origem a um sistema de pontuação que será publicado online, e que pretende garantir que os condutores podem escolher os veículos que são, efetivamente, mais amigos do ambiente. Não estando previsto qualquer impacto na implementação de restrições à circulação, o objetivo da medida é ajudar os automobilistas a fazer uma escolha consciente no momento de aquisição de um novo automóvel e também incentivar os fabricantes a acelerar o desenvolvimento de propostas mais eficientes. De referir que também outras metrópoles do Grupo C40, como Madrid, Cidade do México, Milão, Moscovo, Oslo, Seul e Tóquio, já anunciaram a pretensão de criar um sistema global de pontuação dos automóveis com base nos valores reais de emissões.

Para saber mais sobre as diferenças nos testes de emissões em ambiente de laboratório e condições reais de utilização, poderá descobrir diversas informações neste artigo publicado na Revista Turbo.

Nuno Fatela/Turbo