BMW ganha a corrida para testar veículos autónomos na China

A BMW é o primeiro construtor internacional a obter a desejada autorização para iniciar testes de veículos autónomos em território chinês.

A autorização chegou através das autoridades de Shangai, uma instituição que regula todos os testes relacionados com veículos inteligentes e conectados. Esta entidade aprovou a pretensão do gigante alemão, que utilizará um percurso de 5,6 quilómetros integrado na Shangai International Automobile City.

O modelo escolhido para esta fase dos testes é o BMW série 7, modificado para enfrentar as condições das estradas chinesas. Dois veículos iniciarão em os testes este mês, aos quais se juntarão mais dois até ao fim deste ano.

Recolha de dados é crucial

A BMW revelou que a pesquisa e desenvolvimento dos veículos autónomos precisa de completar pelo menos 250 milhões de quilómetros em estradas públicas, entre simulações em computador e testes reais.

Até ao momento, a BMW realizou 30 000 quilómetros em condições reais e cerca de 200 000 quilómetros em simulação de computador.

Modelos autónomos em poucos anos

O BMW iNEXT é um veículo elétrico que tem o lançamento agendado para 2021 e estará preparado para operar nos níveis 3 a 5 de condução autónoma.

Esta é a terceira autorização para testes de condução autónoma concedida por Shangai desde o início de março. As outras duas foram concedidas aos construtores chineses SAIC Motor e NIO.

A condução autónoma promete revolucionar a indústria dos transportes e da mobilidade, com cada vez mais empresas e consórcios a investir no desenvolvimento destas soluções.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.