O Jaguar E elétrico de Harry e Meghan

Mais silencioso do que qualquer Rolls Royce das garagens reais, o Jaguar E-Type em que Harry conduziu Meghan após o casamento foi o toque final na quebra da tradição.

Foi a primeira vez, desde que há memória, em que um membro da família real conduziu um veículo elétrico à saída do seu casamento.

Mas este é um VE muito especial, porque se trata do E-Type Zero, um chassis de 1968, o que faz dele um Série 1/2, para os mais entendidos e que foi realizado inteiramente no departamento oficial de clássicos da Jaguar Land Rover.

Conversão oficial

As instalações do JLR Classic ficam em Conventry, a cerca de 16 quilómetros apenas de Browns Lane, onde ficava a fábrica que produzia os Jaguar E-Type originais.

Este departamento das marcas britânicas, agora controladas pela indiana Tata, restaura modelos antigos, mas produz mesmo, em pequenas séries, modelos de continuação, idênticos aos antigos, mas novos.

Quanto ao Jaguar E-Type Zero, está equipado com um motor de 220 kW e utiliza alguns elementos da arquitetura original, como por exemplo, o diferencial traseiro.

Com os novos componentes a ocuparem exatamente o espaço deixado livre pelo motor e pela caixa de velocidades, a JLR Classic afirma que estas modificações são perfeitamente reversíveis, caso o proprietário queira voltar a ter um Jaguar E original.

Mais leve e rápido

Aliás, a JLR Classic confirma que este sistema pode ser montado numa alargada gama de modelos antigos Jaguar, desde o XK120 ao XJ6, Mk2 e S-Type, desde o início dos anos 50 aos anos 90.

O Zero é 45 quilos mais leve do que o modelo original, com uma distribuição de pesos semelhante e acelera dos 0-160 km/h em apenas 10 segundos, menos seis do que o original.

Esta é, no entanto, também a sua velocidade máxima, limitada oficialmente. De acordo com a JLR Classic, a autonomia máxima do E-Type Zero rondará os 274 quilómetros.

A possibilidade de ser produzido em pequena série depende apenas, segundo a JLR Classic, do interesse dos clientes. Com a chancela do casal do momento, não será de surpreender que tal aconteça.

A Jaguar tem apresentado projetos interessantes no âmbito da condução autónoma e o seu I-Pace é aguardado com grande expectativa no mercado ainda este ano.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.