Inteligência Artificial coloca-nos na meia-final do Mundial

A Goldman Sachs não passou ao lado da febre do Mundial de Futebol, cujo pontapé de saída aconteceu ontem com o Rússia-Arábia Saudita.

Com Portugal a entrar hoje em campo frente à Espanha, a agência financeira norte-americana decidiu recorrer à aprendizagem das máquinas e à Inteligência Artificial (IA) para executar 200 mil modelos, trabalhar dados das performances de seleções e jogadores que as compõem para projetar os resultados dos jogos e simular um milhão de combinações para, por fim, calcular a probabilidade de vitória de cada equipa.

Assim, a Goldman Sachs prevê que as partidas dos quartos de final sejam disputadas entre França-Espanha, Brasil-Bélgica, Alemanha-Inglaterra e… Portugal-Argentina.

O banco de investimento, avança ainda, com base nos cálculos da IA, que, os vencedores desses jogos – França e Brasil, Portugal e Alemanha – se defrontariam nas meias-finais.

Ou seja, de acordo com os algoritmos informáticos, a seleção nacional chegaria às “meias”, todavia… cairia por terra diante da Mannschaft, país detentor do troféu conquistado em 2014.

Já a final, seria disputado entre Alemanha e Brasil, com o cetro mundial a ir parar aos canarinhos.

Irá a Inteligência Artificial surpreender-nos, ao prever a imprevisibilidade que o futebol tem?

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.