Lisboa será a Capital Verde Europeia em 2020

Foi revelada ontem, na cidade holandesa de Nijmegen, qual o centro urbano escolhido como Capital Verde Europeia em 2020.

Foi Karmenu Vella, comissário europeu para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, que anunciou a vitória da capital portuguesa.

A candidatura de Lisboa concorria nesta fase com mais duas cidades europeias, Ghent da Bélgica e Lahti da Finlândia.

Representaram a cidade Fernando Medina, Presidente de Câmara de Lisboa e José Sá Fernandes, vereador da Estrutura Verde e Energia.

Prémio existe desde 2010

Lisboa foi a segunda cidade do sul da Europa, depois de Vitoria-Gasteiz (País Basco, Espanha) a vencer o concurso. Foi a terceira vez que a capital portuguesa concorreu, a última das quais, no ano passado.

Este prémio é uma iniciativa da Comissão Europeia e foi atribuído pela primeira vez em 2010. Tem como objectivo premiar as cidades com mais de 100 mil habitantes que apostam em políticas ambientais.

Distinguiu cidades como Estocolmo (Suécia), Hamburgo (Alemanha), Vitoria-Gasteiz (Espanha), Nantes (França), Copenhaga (Dinamarca), Bristol (Reino-Unido), Ljubjana (Eslovénia), Essen (Alemanha), Nijmegen (Holanda) e Oslo (Noruega).

Para além de um troféu, Fernando Medina trouxe para Lisboa um cheque no valor de 350 000 euros. Trata-se de um incentivo financeiro para novas atividades, que serão objeto de um plano específico a implementar em 2020.