Europa precisa de 22 mil novos pontos de carregamento por semana

07/06/2024

A expansão do automóvel elétrico é uma realidade, embora muito haja ainda por fazer e um dos aspetos que terá de ser melhorado é a infraestrutura de carregamento.

 

De acordo com os dados atuais, existem cerca de 630 000 pontos de carregamento públicos na Europa, sendo necessários 3,5 milhões até 2030 para cumprir o objetivo de redução de 55% das emissões de CO2 dos automóveis e comerciais até essa data. No entanto, de acordo com as estimativas reconhecidas pela Comissão, são efetivamente necessários 8,8 milhões de pontos de carregamento.

Para atingir este objetivo, a Europa deve instalar uma média de 22 mil pontos por semana. Algo que parece quase impossível de alcançar, especialmente quando em todo o ano de 2023 “apenas” 150 mil novos pontos de carregamento foram criados, deixando-nos com uma média de menos de 3 mil por semana.

Os números são também preocupantes quando vemos que quase dois terços dos pontos de carregamento já existentes na UE estão concentrados em apenas três Estados-Membros: Países Baixos, França e Alemanha, com 144 mil, 120 mil e 119 mil postos, respetivamente.

Para Sigrid de Vries, diretora-geral da Associação Europeia dos Construtores de Automóveis (ACEA), “precisamos de políticas e incentivos inteligentes”.

“Este desequilíbrio ameaça o princípio fundador da UE, a coesão, e corre o risco de criar disparidades na forma como os cidadãos podem participar e beneficiar da transição ecológica. Precisamos de melhores políticas para incentivar esta expansão”, afirma a responsável da ACEA, que dá o exemplo de como as regiões com a maior proporção de carros elétricos são também as que têm o maior número de pontos de carregamento por 1000 habitantes e por 10 km de estrada.