A Volkswagen vai lançar a sua primeira família de automóveis elétricos em breve, partilhando o nome I.D., incluindo o I.D. Buzz, uma interpretação moderna e sem emissões poluentes da Transporter “pão de forma”. Mas embora estes carros ainda não estejam no mercado, a marca alemã já está a trabalhar na segunda geração da família I.D., que vai usar a nova tecnologia da bateria de estado sólido.

As baterias vão ser fornecidas pela QuantumScape, uma startup fundada na Califórnia por um grupo de engenheiros que começaram a trabalhar no conceito quando estavam na Universidade de Stanford. A VW vai investir 100 milhões de dólares (85 milhões de euros) na QuantumScape, tornando-se o principal acionista da empresa americana. Esta já tem 200 patentes relacionadas com o design e construção deste género de baterias, na qual também estão a trabalhar rivais como a Panasonic.

A VW conta poder começar veículos equipados com bateria de estado sólido em 2025, quando estiver pronta a unidade fabril destinada à produção destas novas peças, fundamentais para o melhoramente da mobilidade elétrica. Mas a marca alemã e a QuantumScape já estão integradas, pois já começaram a testar esta tecnologia em protótipos.

A bateria de estado sólido promete facilitar o uso de motores elétricos como substitutos dos tradicionais motores de combustão. Usando esta tecnologia, um automóvel poderá ter uma autonomia até três vezes maior com uma bateria do mesmo tamanho, mas que vai poder acumular o triplo da energia atual. Estas também prometem ser mais rápidas de carregar, e são mais seguras, por não incluírem ácido no seu interior.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.